A maioria das pessoas encontravam-se na estação do Oriente para se dirigirem ao Parque das Nações, onde decorria a cimeira Web Summit.

"Há muito mais movimento hoje do que nos outros dias" disse Bárbara de Paulo e Helmer Cruz, de 21 e 26 anos de idade, respetivamente, enquanto trabalhavam no café junto às portas de saída da estação de metro do Oriente.

Enquanto caminhavam pela Gare em direção à conferência Web Summit, Tiago Rios e Emanuel Marques, de 20 e 22 anos de idade, afirmaram que "não havia grandes confusões no metro" e que vieram "diretamente do Porto, de propósito, para assistir à conferência".

As amigas Samaneh, Johanna e Sandra chegaram a Lisboa esta tarde, vindas da Suécia, e referiram que estavam em Portugal para assistirem à Web Summit, reforçando que sentiram que estava tudo muito organizado, porque "há voluntários por toda a parte", o que as fez sentirem-se "muito surpreendidas".

O taxista Nuno Careto, de 44 anos, estacionado na estação da Gare do Oriente, com que afirmou que durante a tarde esteve tudo calmo e "só a partir de amanhã é que começa a confusão".

Na estação de metro do Oriente todas as máquinas para a compra dos passes que permitem uma, ou mais, viagens de metro tinham filas com cerca de 15 pessoas.

Esta tarde, no local, encontravam-se vários membros policiais e quatro viaturas de intervenção da Polícia de Segurança Pública (PSP).

A segunda edição da cimeira de tecnologia e empreendedorismo decorre até quinta-feira no Parque das Nações.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.