Depois de termos iniciado uma série especial sobre um fungo que desencadeou um apocalipse civilizacional em "The Last of Us", hoje recuamos no tempo e vamos falar do drama de época "1923", série de Taylor Sheridan, que com esta prequela continua a expandir o Universo Yellowstone (sobre "Yellowstone", Kevin Costner e Sheridan já falámos neste artigo).

Ainda não subscreveste o nosso podcast? Estamos no Spotify, na Apple Podcasts e no Google Podcasts.

Ao subscreveres garantes que não voltas a perder os próximos episódios e novidades! ;)

E já que aqui estamos, fazemos também um pequeno pedido: deixa críticas e reviews nas plataformas. Nós agradecemos e todo o feedback é bem-vindo!

Liderada por dois veteranos de Hollywood - Harrison Ford e Helen Mirren -, a história de "1923" remete-nos para o início do séc. XX, período em que os antepassados de John Dutton III (Costner) enfrentam várias ameaças e que fazem de tudo para defender o seu império nesta história de cowboys, família e poder.

  • Curiosidade: Helen Mirren aceitou participar no projeto sem ter lido uma linha do argumento. "Assinei sem saber no que me estava a meter". A razão? Surpreendentemente, não foi o sucesso de "Yellowstone" — foi o facto de Ford estar envolvido e de Taylor Sheridan, o criador, ser argumentista de "Wind River" e "Hell or High Water", dois filmes passados na fronteira americana moderna.

E o que é o Universo Yellowstone? É um conjunto de séries — para já são três, mas estão mais duas no forno — que nos dão o contexto de mais ou menos 130 anos da família Dutton. De como começaram do zero e como entre lutas com ladrões de gado e ovelhas e tiroteios com cowboys, acabaram por criar uma dinastia que controla o maior rancho contíguo da América. São elas:

  • 1883 (2021). É uma minissérie que ao longo de 10 episódios mostra como os Dutton acabaram no Montana. Ou seja, não é a história que nos revela como se começou a formar o império do rancho Yellowstone, mas sim de como chegaram e porque se estabeleceram por lá — trata-se da documentação da longa e perigosa viagem através da América de um dos originais Dutton que terminou em tragédia.
  • 1923 (2022). O motivo que nos traz aqui hoje. É a segunda prequela do universo, estreada nos EUA no final do ano passado, mas que só chegou a Portugal no início desta semana. O primeiro episódio já está disponível e, além de vermos uma Hellen Mirren sem medo de pregar o gatilho e assumir as rédeas para defender os interesses da família, temos um Harrison Ford a fazer do patriarca Dutton que fez com que o império fosse império.
  • Yellowstone (2018). Foi a série que deu início a tudo isto. Kevin Costner interpreta John Dutton III, o atual chefe da família, e vai travar batalhas políticas com o líder da reserva índia de Broken Rock e ter umas escaramuças com gente rica do Texas que quer construir hotéis nas suas terras. Mas, pior do que isso: vai ter de controlar a própria família numa espécie de "Succession" do mundo cowboy.

É quase tudo Top Rated TV. Para teres noção do grau de popularidade deste universo, "1883" (com 8.8) e "Yellowstone" (com 8.7) figuram no TOP 250 das melhores séries do IMDb. Para colocar as coisas em perspetiva e do poder de "Midas" de Taylor Sheridan — que além deste universo é o co-criador de "Tulsa King" com Stallone e de "Mayor of Kingstown" —, importa frisar que em 2022 estrearam 599 novas séries originais nos EUA. E, ainda assim, poucas com o sucesso a nível de audiência daquilo que tem o dedo de Sheridan.

Mas quem é Taylor Sheridan? É um ator-cowboy tornado realizador-argumentista-produtor-fenómeno que decidiu sair da série "Sons of Anarchy" por achar injusto receber menos do que os seu pares. E à beira dos 40 anos, sem emprego e com o primeiro filho a caminho, decidiu que a única maneira de ter sucesso em Hollywood passava por traçar o seu próprio caminho — e escrever as histórias que só ele queria contar. Foi então que a mulher esgotou o cartão de crédito para comprar o programa "oficial" dos escritores na indústria ao marido e volvidos uns tempos, Sheridan aparece com o guião de "Sicário - Infiltrado". O resto, como se costuma dizer, "é história". E, claro, um Sheridan-Verse muito valioso e vasto.

* "1883", "1923" e "Yellowstone" estão disponíveis em Portugal na SkyShowtime.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.