O CD, intitulado "A Date With Gliding Barnacles", junta 22 bandas e artistas, muitos deles já conhecidos do festival, encontrando-se nomes como The Parkinsons, 800 Gondomar, FUGLY, Ghost Hunt ou Moon Preachers, informou à agência Lusa o responsável pela editora Lux Records, Rui Ferreira.

Numa iniciativa dinamizada pelo músico Victor Torpedo (Tédio Boys, The Parkinsons, Tiguana Bibles), encontra-se um inédito dos D3O, "Babe" (que ficou de fora do álbum "Exposed), e a primeira gravação num disco dos From Atomic, "Heaven's Bless".

Participam ainda o próprio Victor Torpedo, Thee Eviltones, Sunflowers, Subway Riders, The Jack Shits, YGGL, Tracy Vandal, Wipeout Beat, Raquel Ralha & Pedro Renato, The Walks, Um Gajo é Parvo, bem como três bandas estrangeiras que já passaram pelo Gliding Barnacles: Slushy, Cosmonauts e NOBUNNY.

O CD foi lançado no sábado e, por enquanto, está apenas disponível na loja de música Lucky Lux, em Coimbra, bem como por encomenda a partir da página de Facebook da editora. Custa dez euros e tem uma edição de 1.000 exemplares, segundo Rui Ferreira.

No arranque de 2019, vai começar a ser distribuído "pelo máximo de sítios possível", acrescentou.

Esta não é a primeira iniciativa em que a música procura ajudar o festival a recuperar da tempestade de outubro.

Em novembro, várias bandas juntaram-se na Oficina Municipal do Teatro, em Coimbra, para um concerto solidário de angariação de fundos para a recuperação das instalações do Gliding Barnacles, num evento também organizado por Victor Torpedo, que costuma ajudar o festival na programação musical.

"Comecei a magicar e a pensar como é que os podia ajudar ainda mais, e criar algo que fosse bom. A minha ideia era criar um CD de boa qualidade e com boas bandas e não uma coisa só para encher", vincou o músico, considerando que se conseguiu montar a compilação "num tempo recorde".

A maior parte das bandas, sublinhou, responderam no espaço de um dia e "disseram logo que sim".

Posteriormente, "Rui Ferreira aceitou logo abraçar a ideia e chegar-se à frente com o investimento". "É de louvar", disse à Lusa Victor Torpedo.

O CD conta com 77 minutos de música e todo o lucro reverte a favor do festival.

O Gliding Barnacles, que junta surf, música, gastronomia e artes plásticas, na Praia do Cabedelo, sofreu grandes danos devido à passagem da tempestade Leslie, que destruiu o telhado das suas instalações e afetou salas e diversos equipamentos, nomeadamente 26 pranchas 'longboard', que tinham sido criadas por artesãos, na edição deste ano do festival.

A organização estimou, em outubro, um prejuízo a rondar entre os 70 mil e os 80 mil euros.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.