O desafio vai acontecer no dia 4 de janeiro no velódromo nacional de Saint-Quentin-en-Yvelines, o mesmo onde o próprio Robert Marchand já tinha batido a sua marca pessoal há três anos - 26,927 quilómetros numa hora.

Agora, aos 105 anos, quer ser a pessoa mais rápida do mundo, na sua idade, em bicicleta.

"Não estou tão bem quanto há dois anos. Se estivesse seria um fenómeno", revelou Robert num misto de modéstia e brincadeira.

Robert Marchand acredita que poderá percorrer 23 ou 24 quilómetros numa hora. "Se fizer 30 dirão que estava dopado", sorri.

O segredo para estar em forma com mais de um século de existência? "Pratiquei desporto durante toda a minha vida, comi fruta e legumes, não fumei e bebi pouco álcool e café", conta-nos Marchand.

A psicóloga e professora universitária Veronique Billat, que acompanha Robert desde que completou 100 anos, revela o verdadeiro mistério: "O corpo dele é pequeno, mas tem um coração que bombeia tanto sangue por minuto como o de uma pessoa maior". Ao corpo são soma-se a mente sã: "Tem uma grande determinação, não hesita, não tem medo de tentar", gaba-lhe Billat.

Aos 105 anos, Marchand diz não temer a morte, só o dia em que não puder mais pedalar.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.