“O objetivo é levar a Bordallo Pinheiro para um patamar de marca global. Paris não significa só o mercado francês. Abrir uma loja aqui é abrir uma loja no mundo”, afirmou Nuno Barra, administrador do grupo Vista Alegre, em declarações à agência Lusa.

Junto à estação de metro Solferino, em plena Boulevard Saint Germain – uma das zonas nobres de Paris -, a primeira loja da marca Bordallo Pinheiro na cidade das Luzes chama a atenção com cogumelos, caracóis gigantes e frutos de todos os tamanhos, que caracterizam a marca das Caldas da Rainha.

“Temos algumas regras para estas lojas: estar bem no centro de Paris, em zonas de grande passagem, facilmente reconhecidas, onde já estejam outras marcas e ter uma grande montra para dar a conhecer os produtos”, acrescentou o administrador.

A marca Bordallo Pinheiro ultrapassou em 2018 os sete milhões de euros de faturação e a expansão da marca vai continuar com a próxima inauguração a acontecer já no início de março, também na capital francesa, na zona de Les Marais, na margem direita do Sena, que é considerada o centro das tendências parisienses.

Apesar de a loja da Boulevard Saint Germain já estar aberta ao público desde dezembro, as manifestações dos ‘coletes amarelos’ – que não deixaram incólume este bairro -, causaram alguns estragos nas montras e, por isso, a inauguração foi adiada.

“Apenas apostámos nas redes sociais em certas zonas da cidade e a divulgação vai começar agora. A maior parte das pessoas vem pelo aspeto das peças, que é muito diferente. E os funcionários depois explicam e enquadram a Bordallo Pinheiro”, explicou Nuno Barra.

A loja conta com três funcionários, dois deles luso-descendentes, que foram a Portugal conhecer a fábrica e ajudam a explicar a história da Bordallo Pinheiro. “Eu conheço a marca há muito tempo e fiquei muito interessado quando soube que ia abrir a loja aqui em Paris. Há o lado da tradição que é muito forte e lembro-me que a minha avó tinha peças destas em casa”, disse André Fernandes, funcionário da loja.

Entre a tradição das origens e quem acaba de conhecer, a Bordallo Pinheiro tem conquistado atenções no bairro. “Cada vez mais franceses viajam para Portugal e conhecem a marca. No Natal, o passa-a-palavra entre amigos resultou muito bem. As pessoas do bairro estão muito felizes, porque há mais animação com a nossa loja aqui. Há ainda todas as pessoas que vêm porque têm origens portuguesas ou amigos portugueses”, afirmou Isabelle Dehillotte, também funcionária loja.

Para a inauguração desta primeira loja parisiense, a marca trouxe um modelador da sua fábrica em Portugal para demonstrar durante as técnicas e o detalhe de cada peça Bordallo Pinheiro.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.