Se és daqueles que passou ao lado deste fenómeno do streaming, lembramos-te que a série é baseada nos romances de Julia Quinn. A dar corpo à história estão oito livros, cada um deles centrado num dos descendentes da família que dá nome a tudo isto, os Bridgerton: Anthony, Benedict, Colin, Daphne, Eloise, Francesca, Gregory e Hyacinth (a ordem alfabética dos nomes não é coincidência). A trama, passada nos inícios do séc. XIX (1813, em plena Regência), centra-se no melodrama que é a vida destes irmãos, que andam pelos meandros de Londres à procura de amor, intriga e fofoca. A acompanhá-los está uma boa dose de opulência, estatuto e poder. Já a contar-nos tudo está a atriz  Julie Andrews, a narradora (que dá pelo nome de Lady Whistledown).

Gostas do que estás a ler?

Então subscreve aqui a newsletter para receber a versão integral no teu email.

Todas as terças e sextas-feiras vais receber não só sugestões do que ler, ver e ouvir mas também as melhores histórias da cultura pop.

Segue o Acho Que Vais Gostar Disto no Instagram (@vaisgostardisto), no Twitter (@vaisgostardisto) e no TikTok (@vaisgostardisto).

Chris Van Dusen, criador da série (Shonda Rhimes é “apenas” produtora-executiva), explicou à USA Today que o arco da narrativa dos novos episódios gira em torno das dicotomias “razão vs coração” e “obrigação vs amor” — mote que levou João Dinis e Mariana Santos a ter ao microfone dois dedos de conversa. Porque, já se sabe, os Bridgerton não vão a lado nenhum tão cedo. E não é só o facto de a terceira e quarta temporada já estarem confirmadas, é mesmo pela vontade de Rhimes em esticar a história: “Havendo oito irmãos, haverá pelo menos oito temporadas. Talvez mais”.

A primeira temporada baseou-se nos acontecimentos do Volume I (“Crónica de Paixões e Caprichos”), livro que abre a série de Quinn e que, segundo consta na sinopse oficial, “as mães casamenteiras da alta sociedade londrina estão ao rubro”. Ora, esta missiva saltou para o ecrã Netflix e a narrativa segue, pois, a entrada nas altas esferas da sociedade de Daphne, a filha mais velha. É então que começa a procura por um marido digno (leia-se com bom estatuto, borracho e afável), mas a modos que esta busca afoita acaba num falso noivado que rapidamente se torna demasiado real. Já a segunda e que aqui nos traz hoje, é inspirada no Volume II (“Peripécias do Coração”) e vislumbra o mais velho dos irmãos Bridgerton, o Visconde Anthony, na sua jornada em busca pelo amor (o que não entusiasma todos por igual).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.