“By heart” estará em cena hoje de hoje a domingo no Teatro Odeon, integrado no Festival de Adelaide, na Austrália.

De 13 a 16 continuará a ser representando na Austrália, desta vez na sala Q Loft, em Auckland, integrado no festival de teatro da cidade.

Itália, Suíça, Canadá, Espanha, França e Grécia são outros países onde a peça de Tiago Rodrigues – que também interpreta -, com fragmentos e citações de William Shakespeare, Ray Bradbury, George Steiner e Joseph Brodsky, entre outros, será também representada.

Udine (Itália), nos dias 3 e 4 de maio, Lausane (Suíça), de 14 a 18 de maio, Toronto (Canadá), de 29 de maio a 02 de junho, Barcelona (Espanha), nos dias 14 e 15 de julho, integrado no Festival El Grec, Bastia (França), dias 26 e 27 de setembro, e Salónica (Grécia), nos dias 17 e 18 de outubro, são as restantes cidades europeias onde a peça estará em digressão.

Neste espetáculo, Tiago Rodrigues ensina um poema a dez pessoas que acabam por aprendê-lo de cor à frente do público, e, enquanto as ensina, vai relatando memórias sobre a sua avó quase-cega misturadas com escritores e personagens de livros que, de uma ou outra forma, estão ligados a si e à sua avó.

“By heart” é uma peça sobre a “importância da memória” e “desse invisível contrabando de palavras e ideias que apenas um texto na memória pode oferecer”, como a definiu Tiago Rodrigues, na altura da estreia, em novembro de 2013, no Teatro Municipal Maria Matos, Lisboa.

O cenário, adereço e figurinos são de Magda Bizarro.

Por seu lado, “Sopro”, que se estreou no Festival de Avignon em julho de 2017, está em palco até sexta-feira, no Centro Nacional Dramático de Besançon (França), nos dias 11 e 12 de março, estará em cena no Teatro Benno Besson, em Yverdon-les-Bains (Suíça), e no dia 16, no MA Scène National, em Montbéliard (França).

De 15 a 17 de maio, esta peça concebida pelo diretor artístico do D. Maria II estará em cena em Lausane (Suíça), e, nos dias 24 e 25 de maio, no Le Trident, em Cherbourg-en-Contentin (França).

De 30 de maio a 02 de junho sobe ao palco dos Teatros del Canal, em Madrid, e em 07 e 08 de junho integra o cartaz da Wiener Festwochen de Viena (Áustria).

“Sopro” é uma peça de teatro sobre teatro, a partir da história e das memórias de Cristina Vidal como aquela sobre a primeira vez que viu uma peça de teatro, quando tinha cinco anos, dentro da caixa do ponto, debaixo do palco. Aos 21 tornar-se-ia ela mesma uma ponto, no Teatro Nacional D. Maria II, onde ainda trabalha.

Vencedor do Globo de Ouro de Melhor Peça/Espetáculo em 2018, “Sopro” é um espetáculo com texto e encenação de Tiago Rodrigues que, nestas digressões, será representado por Beatriz Brás, Cristina Vidal, Isabel Abreu, João Pedro Vaz, Sofia Dias e Vítor Roriz.

A encenação é de Catarina Rolo Salgueiro e os figurinos são de Aldina Jesus.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.