Madrid, Valência, Muro e Valladolid. Estes são alguns dos pontos em Espanha onde se celebra Santo Antão, padroeiro dos animais. À porta das igrejas ou em forma de procissão, os padres benzem os animais que os fiéis lhes apresentam. Segundo o El País, tal acontece para que os melhores amigos do homem gozem de boa saúde e bem-estar e amor durante todo o ano.

Mas não são apenas cães e gatos que são benzidos. Há de tudo um pouco: patos, corujas, águias, lagartos, coelhos, peixes. Em Madrid, à porta da igreja de San Antón, no centro da capital, as pessoas esperavam com os seus animais desde as nove da manhã. O padre Ángel, fundador da ONG Mensageiros da Paz e pároco de San Antón, foi também um dos principais protagonistas do evento, uma vez que vários paroquianos pediram também um abraço durante a bênção e aproveitaram para tirar uma fotografia.

Dentro da igreja, no dia de Santo Antão, são celebradas missas de hora a hora — com a presença dos animais de estimação, que "são a felicidade da casa", segundo o padre. À porta são vendidos os bolos do santo, que evocam a sua história de vida. Da parte da tarde, um desfile com donos e animais toma conta das ruas.

Em algumas localidades espanholas, como é o caso de San Bartolomé de los Pinares, celebram-se, na véspera deste dia, as Luminárias: centenas de pessoas montam a cavalo e saltam por cima de fogueiras. Segundo a tradição, o fumo purifica os animais e protege-os.

Santo Antão, também conhecido por Santo António Abade, teve uma vida repleta de solidão, jejum e trabalho. Ficou órfão aos 20 anos, distribuiu todos os seus bens aos pobres e retirou-se para o deserto, onde lutou contra tentações do diabo e dedicou a sua vida à ascese [meditação] e à oração.

Santo Antão é representado, geralmente, ao lado de um porco com um sino pendurado ao pescoço. Esta representação iconográfica deve-se ao facto de a antiga Ordem Hospitaleira dos Antonianos criar porcos nos centros habitados, porque a sua gordura era usada para ungir os doentes de ergotismo, um envenenamento lento pelo uso de farinha de centeio atacada de cravagem — doença habitualmente designada por "fogos de Santo Antão".

No dia da sua festa litúrgica, são abençoados os animais domésticos e as estrebarias. Na iconografia, Santo Antão é também representado com um bordão dos eremitas em forma de T: um "tau", a última letra do alfabeto hebraico.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.