O CinEd foi criado em 2015 e coordenado desde então pelo Institut Français, mas a Cinemateca Portuguesa viu agora aprovada a candidatura para prosseguir este projeto europeu, liderando um consórcio que tem como objetivo “promover a descoberta do cinema europeu junto dos jovens entre os 6 e os 18 anos”.

O trabalho no CinEd será desenvolvido em colaboração com escolas, professores e os oito membros deste consórcio para a educação fílmica: Portugal, Espanha, Itália, Bulgária, França, República Checa, Croácia e Alemanha.

Segundo a Cinemateca, o projeto CinEd terá um orçamento de cerca de um milhão de euros, dos quais 70% serão financiados pelo programa Europa Criativa Media e, os restantes 30%, pelos parceiros a envolver.

“Nesta fase, integra ainda como parceiros portugueses a Associação Os Filhos de Lumière e a empresa MOG Technologies SA, enquanto parceiro tecnológico”, refere a Cinemateca.

Nos cinco anos de existência do CinEd, foram feitas cerca de 1.400 projeções de cinema para mais de 62 mil alunos e 233 ações de formação para professores.

De acordo com informação da Europa Criativa, no âmbito dos projetos europeus de educação fílmica, a Fundação de Serralves integrará, enquanto membro, um projeto liderado pela cinemateca da Alemanha, intitulado “Cinemini Europe”, que será financiado em cerca de 372 mil euros.

“A linha de financiamento Europa Criativa Media – Educação Fílmica destina-se a apoiar um consórcio de entidades europeias que se proponham criar um catálogo de obras europeias e respetivos materiais pedagógicos”, acessíveis para jovens.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.