Cobra Kai: Nostalgia ao Pontapé

Seja qual for a faixa etária, quer conheçam a trilogia de John G. Avildsen e Robert Kamen ou a versão moderna de Harald Zwart (mais conhecida como ‘a versão do Jaden Smith e do Jackie Chan”), é quase impossível ficar indiferente ao universo de “The Karaté Kid”.

A primeira vez que ouvimos falar de Daniel LaRusso, personagem principal deste franchise, foi em 1984 e o seu principal rival era Johnny Lawrence. Os dois lutaram dentro e fora do tapete, e defenderam com garra os seus respetivos dojos e senseis: LaRusso treinado por Miyagi no Miyagi-Do e Lawrence por John Kreese no Cobra Kai. Depois, seguiram-se mais dois filmes e uns quantos outros vilões que, entre socos, pontapés e lições de moral foram sendo derrotados.

Também queres dizer "Acho Que Vais Gostar Disto"?

Podes subscrever aqui. a newsletter Acho Que Vais Gostar Disto, que todas as terças e sextas-feiras oferece as melhores recomendações de coisas para ver, ouvir, ler e fazer.

Em 2010, ainda houve uma tentativa de chegar às camadas mais jovens com o reboot, mas este novo filme conseguiu chegar aos calcanhares do original. Este feito acontece quase por acaso, com uma série que inicialmente parecia pouco promissora:  “Cobra Kai” estreou em 2018 como um produto do YouTube Premium e prometia uma nova abordagem às personagens que já eram conhecidas por todos. E se, afinal, Johnny Lawrence não fosse assim tão mau?

34 anos depois de um combate decisivo, em que LaRusso foi o vencedor do mítico torneio All Valley, Lawrence é um adulto sem rumo na vida. Daniel, por outro lado, é muito bem sucedido e tem a sua cara espalhada por vários sítios da cidade. A rivalidade mantém-se, mas desta vez sem karaté, sem senseis nem dojos e com mais responsabilidades. Ou pelo menos assim é até se voltarem os dois a cruzar.

Este é o universo que a série, que depois da segunda temporada foi comprada pela Netflix, nos apresenta. Entretanto, voltaram várias personagens e os respetivos atores dos filmes originais e, chegando agora à quinta temporada, podemos concluir que se trata de uma produção nostálgica que une gerações. O João Dinis, a Mariana Santos e o Miguel Magalhães juntaram-se num novo episódio do podcast para falar da série e do que é que o futuro lhe pode reservar.

  • Ouve já este episódio do nosso podcast no Spotify, na Apple Podcasts ou no Google Podcasts!
  • Deixa críticas e reviews nas plataformas se gostaste dos episódios. Nós agradecemos!

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.