O novo anfíbio, "Prstenmantis attenboroughi", tem a designação comum de rã de borracha de Attenborough e possui dimensões minúsculas.

Os autores da descoberta da nova espécie de rã, os cientistas Edgar Lehr e Rudolf von May, quiseram homenagear o rosto de documentários sobre a vida selvagem, em particular sobre anfíbios, e alertar para a importância da conservação da natureza.

O nome do anfitrião das séries da BBC "Natural History's Life", de 90 anos, já serviu para designar mamíferos, répteis, insetos e plantas, alguns entretanto extintos.

A rã, com tonalidades que variam do cinza a castanho avermelhado e verde acastanhado e com manchas escuras, vive na reserva natural de Pui Pui, no Peru.

O tamanho dos machos oscila entre 14 e 19 milímetros e o das fêmeas entre 19 e 23 milímetros.

Os autores da descoberta, publicada na revista ZooKeys, consideram que a nova espécie de rã deve ser classificada como "quase ameaçada", dado o risco que representam as alterações climáticas e os incêndios para os anfíbios andinos mesmo em áreas protegidas.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.