De acordo com informação disponibilizada no ‘site’ oficial dos Prémios Europeus de Cinema (EFA – European Film Awards), “Diamantino” é o único filme português entre as 49 longas-metragens selecionadas, de 35 países.

“Diamantino”, a primeira longa-metragem de ficção do português Gabriel Abrantes e do norte-americano Daniel Schmidt, venceu em maio o Grande Prémio da Semana da Crítica do Festival de Cinema de Cannes.

Os membros dos 20 países com maior representação na Academia Europeia de Cinema votaram num filme nacional, com entrada direta na lista de 49 filmes selecionados.

A lista foi completada com as escolhas de um Comité de Seleção, constituído pelos membros da direção da Academia Europeia de Cinema e por especialistas convidados: Giorgio Gosetti (Itália), Elise Jalladeau (Grécia), Christophe Leparc (França), Jacob Neiiendam (Dinamarca), Edvinas Pukšta (Lituânia) e Alik Shpilyuk (Ucrânia).

A lista de 49 filmes inclui, além de “Diamantino”, entre outros, “Dogman”, de Matteo Garrone, “Beast”, de Michael Pearce, “Gräns”, de Ali Abbasi, “Borg vs. McEnroe”, de Janus Metz, e “Paddington 2”, de Paul King.

Nas próximas semanas, os mais de 3.500 membros da Academia Europeia de Cinema irão escolher os nomeados nas categorias de Melhor Filme, Realizador, Ator, Atriz e Argumento, que serão anunciados a 10 de novembro no Festival de Cinema Europeu de Sevilha, em Espanha.

Os nomeados nas restantes categorias – Melhor Fotografia, Montagem, Direção de Produção, Guarda-Roupa, Caracterização, Banda Sonora, Sonoplastia e, pela primeira vez, Efeitos Visuais - serão escolhidos por um júri composto por oito elementos.

Os vencedores da 31.ª edição dos Prémios Europeus de Cinema são anunciados numa cerimónia que está marcada para 15 de dezembro em Sevilha.

“Diamantino” conta a história de Diamantino, interpretado pelo ator Carloto Cotta, uma superestrela do futebol mundial, cuja carreira cai em desgraça.

Além de Carloto Cotta, o elenco desta coprodução entre Portugal, Brasil e França inclui Cleo Tavares, Anabela Moreira, Margarida Moreira, Carla Maciel, Filipe Vargas, Manuela Moura Guedes, Joana Barrios e Maria Leite.

Gabriel Abrantes e o norte-americano Daniel Schmidt têm trabalhado juntos nos últimos anos em filmes como "Tristes Monroes" (2017) e "A History of Mutual Respect" (2010).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.