Numa nota de esclarecimento, a empresa municipal refere que "relativamente ao contrato de fornecimento de trinta mil cartolas para a passagem de ano 2017/2018, foi realizado um procedimento pré-contratual de ajuste direto com consulta a três entidades que trabalham nesta área, cujo critério de adjudicação foi o do preço mais baixo".

"No âmbito deste processo foi selecionada, de acordo com o critério acima referido, a empresa Whitespace Creative Communication, Unipessoal, Lda., cuja proposta cumpriu todos os requisitos constantes no caderno de encargos", acrescenta o comunicado enviado às redações.

Na nota, a EGEAC salientou também que "à semelhança das Festas de Lisboa, está garantida a recolha e a transformação através de processos de reciclagem do plástico produzido nos três dias de concertos na Praça do Comércio".

De acordo com o jornal i, a EGEAC terá gasto 46.500 euros, mais IVA, num total de 57 mil euros, na compra de 30 mil cartolas para a passagem de ano na Praça do Comércio, por ajuste direto à empresa Whitespace.

Citando fonte do gabinete de comunicação da EGEAC, o jornal Público referiu na sua edição de quinta-feira que a despesa com a distribuição destes chapéus faz parte de um patrocínio no valor de 200 mil euros por parte da marca de cerveja.

A mesma fonte adiantou ao jornal que "o dinheiro saiu do orçamento da EGEAC num primeiro momento, valor esse que foi coberto 'a posteriori' pelo patrocinador".

Na quinta-feira, o vereador do CDS-PP na Câmara Municipal de Lisboa João Gonçalves Pereira manifestou-se "estupefacto e apreensivo com todo este processo das cartolas" e com a "forma como tem vindo a desenrolar-se".

Em declarações à agência Lusa, o centrista pediu esclarecimentos, e que fosse divulgado o caderno de encargos que levou ao ajuste direto.

Gonçalves Pereira quer saber também "por que razão foi escolhida aquela empresa", apontando que "não é uma fábrica que produz cartolas", mas sim "uma empresa de 'design'", constituindo assim "um mero intermediário".

O autarca questionou ainda a ligação de "um ex-autarca socialista" a esta empresa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.