Tudo começou quando Elle Darby, uma britânica de 22 anos, entrou em contacto com Paul Stenson, dono do The White Moose Café, para lhe fazer uma proposta. A de que lhe oferecesse cinco noites grátis no hotel a que o restaurante pertence, o Charleville Lodge e em troca ela divulgaria o espaço nas suas redes sociais. As redes sociais a que se referia não são coisa pouca: 87 mil subscritores no canal de YouTube e 76 mil na conta de Instagram. Muita gente.

“Trabalho como influenciadora nas redes sociais nas áreas de estilo de vida, beleza e viagens. Planeio ir a Dublin passar o fim de semana de São Valentim, de 8 a 12 de fevereiro, e conhecer a cidade. Ao procurar locais onde ficar, encontrei o seu fantástico hotel e gostaria muito de o mostrar nos meus vídeos de YouTube e nas minhas publicações no Instagram de forma a levar mais clientes ao seu espaço e recomendar a outras pessoas que façam reservas no seu estabelecimento. Em troca, gostaria de poder desfrutar de alojamento gratuito”.

O dono do hotel decidiu responder ao email na página de Facebook do próprio estabelecimento.

“Querida influencer. Obrigado pelo teu email a pedir alojamento gratuito em troco de publicidade. É preciso t**** ** para enviar um email desses. Se te deixo dormir aqui em troca de um vídeo, quem vai pagar ao pessoal que te vai servir? Quem vai pagar às empregadas que limpam o quarto? Aos que te servem o pequeno-almoço? À rececionista que te regista? Quem vai pagar a luz e o aquecimento que irás usar na estada? Talvez deva dizer à minha equipa que irá aparecer no teu vídeo em vez de lhes pagar pelo trabalho que fazem enquanto aqui estiveres? Melhores cumprimentos. P.S. A resposta é não”.

O que se seguiu a partir daí foi uma novela também própria das redes sociais. Apesar de Paul Stenson não ter identificado a youtuber/instagramer em causa, vários dos seus seguidores adivinharam quem seria a partir dos números divulgados no email sobre a conta de YouTube e de Instagram. E houve um pouco de tudo. Mais de 22 mil pessoas fizeram “like” no post de Facebook do The White Moose Café, mas muitos bloggers e simpatizantes e seguidores também se insurgiram pela exposição pública da situação.

A visada, por seu lado, decidiu colocar um vídeo de 17 minutos no YouTube assumindo que se sentia “furiosa, zangada, embaraçada” com a situação mas que era “apenas uma rapariga de 22 anos a gerir o seu negócio" que não sentia que tivesse feito "nada errado”.

No vídeo, Elle Darby fala de como aos 22 anos encontrou o seu sentido para a vida ao tornar-se uma “influenciadora de redes sociais” e das “oportunidades incríveis” que isso lhe tem trazido nos últimos três anos: "roupa à borla das marcas favoritas, comida preferida à borla, viagens, hotéis …”. Elle sabe que a “vida real” é assim  e por vida real refere-se especificamente à de “influenciadora de redes sociais”, mas ficou chocada com a quantidade de comentários negativos que leu ao seu email, enviado, sublinha, “com a mais pura das intenções”. E tudo isto porque “pessoas que não percebem o mundo de social media” fizeram um post “malicioso”. Os comentários negativos vinham, diz Elle, sobretudo de pessoas com mais de 30 anos … que não percebem o mundo de social media.

“Como é que as crianças vão aprender a ser pessoas boas e decentes sendo educadas por pessoas tão amargas em relação aos seus empregos?”, pergunta-se. Seguem-se longos minutos de incentivo à carreira de influenciador de redes sociais e sobretudo de ânimo para que outros como ela não se deixem abater por "pessoas com empregos das 9 às 5".

Depois do vídeo, da polémica e das reviews negativas de bloggers em solidariedade com Elle Darby - que contrabalançaram os milhares de comentários de apoio ao dono do The White Moose Café - Paul Stenson tornou público a 17 de janeiro na página de Facebook que todos os influenciadores de redes sociais estão banidos do espaço. E voltou a acrescentar um P.S. - "Talvez se arranjassem empregos a sério pudessem pagar pelos produtos e serviços como toda a gente. É só uma ideia!"

Balanço do episódio nas redes sociais:

A conta de YouTube de Elle passou de 87 mil para 92 mil subscritores.

O vídeo que publicou teve 874.969 visualizações (sábado, 20 de janeiro, às 19h), mas os comentários foram desativados.

O post de Paul Stenson a dar conta que não aceita bloggers no hotel teve 29 mil likes e 2800 comentários.

A página de recomendações Trip Advisor suspendeu temporariamente as avaliações ao The White Moose Café devido ao grande afluxo de submissões.

[Notícia corrigida às 11h22. Corrige no nome do restaurante]

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.