O anúncio foi feito no final da reunião do júri que hoje esteve reunido na sede do Centro de Estudos Ibéricos (CEI), naquela cidade.

Segundo o vereador com o pelouro da cultura na Câmara Municipal da Guarda, Victor Amaral, o júri, na análise que fez das sete candidaturas, “foi unânime em coincidir na escolha” do premiado “pelo trabalho notável” que tem “sob o ponto de vista cultural e intelectual na aproximação da ibéria à Europa”.

Instituído em 2004 pelo CEI, com sede na Guarda, o prémio destina-se a galardoar personalidades ou instituições com “intervenção relevante no âmbito da cultura, cidadania e cooperação ibéricas”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.