De facto, para hoje (e ainda imbuído do espírito gastronómico-natalício) preparei uma espécie de "pijaminha" musical que poderá acompanhar a passagem de ano de todos vós. Aqui vai:

Doce - Amanhã de Manhã

"Vem, amor, a noite é uma criança / E depois quem ama por gosto não cansa / Amanhã de manhã"

Comecemos com música portuguesa. As Doce dominaram a pop dos anos 80 em Portugal - as Spice Girls foram as "nossas Doce" - e devo confessar que foi complicado escolher o tema que melhor se adequa. "Bem Bom", "Dói-Dói" ou "Ali-Babá" (sim, só músicas de duas palavras curtinhas...) eram hipóteses. Mas fiquemo-nos por "Amanhã de Manhã", um hit carregado de teor sexual e (talvez por isso) porventura o seu maior sucesso.

Saia Rodada - Beber, Cair e Levantar

"Vamos embora, p'ra um bar / Beber, cair e levantar."

Não é só no Carnaval que a música brasileira toma conta das pistas de dança nacionais. A passagem de ano é também momento para dançar ao som de artistas do país-irmão e o forró costuma ser rei. Este tema dos Saia Rodada incorpora de forma simples e quase perfeita os excessos que muitos guardam para este momento...

Kool & The Gang - Celebration

"Celebrate good times, come on! / It's a celebration"

É provável que os veteranos Kool & The Gang toquem esta malha no seu concerto de dia 31 de dezembro no Thunder Valley Casino de Lincoln, na Califórnia. Sim, leram bem: os Kool & The Gang, formados ainda nos anos 60, estão aí para as curvas. "Celebration" é uma das suas músicas mais conhecidas e presença obrigatória em qualquer celebração - principalmente no réveillon.

El Chato - Que Bonita Eres

"Que bonita eres / que bonita eres / que bonita eres tú"

Sébastien Chato nasceu em França e decidiu mostrar ao país que Eder derrotou (sim, aproveito todas as oportunidades para recordar aquele golo mítico) a música cigana. Em 1978 lançou o tema "Que Bonita Eres", cujo videoclip roça o épico, entre paellas, sevilhanas e cabelos datados. Um milhão de cópias vendidas depois, o tema é presença habitual na passagem de ano de muito boa gente.

Europe - The Final Countdown

"It's the final countdown / The final countdown"

A meia-noite aproxima-se e é preciso uma música que faça aquele crescendo para as passas, copos de espumante (champanhe é caro...) e alguns abraços festivos? Não temam: os Europe voltam dos anos 80 e trazem-nos a contagem final. O solo de órgão (inicial e no refrão) é reconhecível por quase todos os nascidos no último milénio e os suecos ainda fazem tournés, tendo festejado o seu 30.º aniversário no ano que agora termina.

Amarguinhas - Just Girls

"Meninas hoje vamos sair / Just girls vai ser só curtir / Empresta-me a camisola amarela / Espera-me juntinho à janela"

Uma música sobre "girls night" terá sempre lugar numa playlist deste que vos escreve. Ok, talvez não sempre. Mas esta, das Amarguinhas, tem. É aquele momento em que a maior parte dos elementos do sexo feminino toma conta da pista do réveillon, dando tempo aos restantes para voltar a encher o copo.

Robin S. - Show Me Love

"So baby if you want me / You've got to show me love / Words are so easy to say, oh ah yeah / You've got to show me love"

Do momento de loucura feminina, passamos para o ritmo do Eurodance. No seu single de estreia, em 1993, Robin S. conseguiu cantar um hit que volta e meia é "reciclado" e que, desde essa altura, ainda não parou de ecoar nas pistas de dança. Senhoras e senhores, eis "Show Me Love", o ocupante do lugar do Eurodance na passagem de 2016 para 2017.

Sebem - Felicidade

"A felicidade todos nós queremos / A felicidade todos nós sentimos"

A música africana tomou de assalto as rádios e TV's portuguesas (a Internet já tinha sido tomada de assalto há muito). A verdade é que, se quisesse, poderia aqui colocar uma série de artistas de países africanos com ligações lusófonas. Mas a verdade é que o escolhido foi angolano Sebem, um dos pais do kuduro, e a sua "Felicidade" (e não, o tema não é de um tal de Hélder que se intitulava rei deste estilo de música). Esses passos de kudurista, estão em dia?

Jáfu'Mega - Latin'América

"Todas as manhãs o sol espelha / Bate nas lentes escuras / O sangue jorra de esquelha / Na pala das ditaduras"

Não é uma ideia original, confesso: percebi, durante a minha pesquisa, que os Gato Fedorento já tinha "passado" esta música no seu réveillon para a RTP, de 2007 para 2008. Mas a verdade é que a voz inconfundível de Luís Portugal, cantando uma letra de Carlos Tê, fazem de "Latin'América" um êxito de sempre do rock português. E se é dançável numa passagem dos Gato, também é dançável na de todos nós.

Whigfield - Saturday Night

"Saturday night, I feel the air / Is getting hot / Like you baby"

Este ano, a passagem de 2016 para 2017 calha, precisamente, de sábado para domingo. Enquanto que isso pode ser menos positivo para quem, como em anos anteriores, "sonhava" com uns diazinhos extra de repouso, por outro lado é incrível que possamos cantar "Saturday Night" de Whigfield num réveillon que calha, precisamente, a um sábado. E, como todos sabemos, todas as ocasiões são boas para cantar (e dançar - lembram-se da coreografia, mão na anca e coiso?) um dos temas-ícone dos anos 90.

O-Zone - Dragostea Din Tei

"Vrei sa pleci dar nu ma, nu ma iei / Nu ma, nu ma iei, nu ma, nu ma, nu ma iei / Chipul tau si dragostea din tei / Mi-amintesc de ochii tai"

E desde quando é que PSY foi o único a criar um hit global que muitos tentaram cantar e dançar, sem perceber (e, provavelmente, dizer bem) a letra? Antes disso já os O-Zone tinham traçado esse trilho. A banda moldava lançou "Dragostea Din Tei" no virar do milénio e Portugal dançou-a, mesmo sem entender o seu significado. Aproveitemos então a passagem de ano para voltar a dançar e a (não conseguir) cantar canções que não compreendemos.

Santamaria - Falésia do Amor

"Falésia do amor / Vertigem, magia em mim"

Alerta guilty pleasure, alerta guilty pleasure! Para este que vos escreve, "Falésia do Amor" é "a" música das festas de amigos. E com efeitos comprovados: experimentem ser DJ's numa dessas festas e colocar esta música quando sentirem a pista a esmorecer e vão perceber que o tema dos Santamaria é uma espécie de Isostar (olá, anos 90)  das pistas de dança. Por isso, tem presença obrigatória na minha playlist de réveillon. E também deveria ter na vossa.

Bom ano e até 2017!

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.