“Atingimos [na terça-feira] as 200 mil visitas no Pavilhão Portugal”, disse a mesma fonte, adiantando que o visitante 200 mil chama-se Saeed e vei de Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos.

“Até agora o dia em que tivemos mais visitas foi em 02 de dezembro”, dia da comemoração do jubileu de ouro (50 anos) dos Emirados Árabes Unidos, “atingindo quase 10 mil visitas”, acrescentou fonte oficial.

O Pavilhão de Portugal, que está situado no distrito da sustentabilidade da Expo 2020 Dubai, conta com uma área de 1.800 metros quadrados e dois pisos, onde não falta a calçada portuguesa, azulejos da Viúva Lamego, cadeiras e candeeiros em cortiça e até oliveiras.

A Expo 2020 é a primeira exposição mundial realizada na região do Médio Oriente, África e Sul da Ásia (MEASA, na sigla inglesa), no ano do jubileu de ouro dos Emirados Árabes Unidos.

Localizado no sul do Dubai, o local conta com 4,38 quilómetros quadrados, dos quais cerca de dois quilómetros quadrados são área fechada.

O “coração” da Expo é a praça Al Wasl (que significa conexão), que conta com uma cúpula de 130 metros de largura e 67,5 metros de altura, que engloba um espaço de 724.000 metros cúbicos, segundo dados da organização. Tal corresponde ao volume de quase 300 piscinas olímpicas — e é mais alto do que a Torre de Pisa.

O projeto conta com 13,6 quilómetros de aço, o equivalente à altura de 16 Burj Khalifas (a torre mais alta do mundo, com 828 metros, que fica no Dubai), pesa 2.544 toneladas, o mesmo que 25 baleias azuis, e é quase tão largo quanto dois aviões Airbus A380 alinhados asa a asa.

As três áreas temáticas da Expo 2020, oportunidade, mobilidade e sustentabilidade apresentam-se em forma de pétalas, as quais convergem na praça Al Wasl.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.