A sessão tem início às 20:30 e conta ainda com Isabel Noronha, Bárbara Santos, Marco Rodrigues e Filipe Acácio, António Chainho, Elsa Laboreiro, Joana Veiga e Carina Mateus, entre outros, estando previsto uma projeção de imagens históricas.

A Adega Machado foi fundada em 1937 pelo guitarrista Armando Machado, autor de vários fados tradicionais como o Súplica, Santa Luzia, Cigano, Aracélia ou Maria Rita, e pela sua mulher a fadista Maria de Lourdes Machado.

Amália Rodrigues (1920-1999) atuava, pelo menos uma vez por ano, na Adega Nachado, onde, em 1944, foi estreado o auto fadista ”O Julgamento do Chico do Cachené”, de João Linhares Barbosa.

A fachada de azulejos do edifício, de autoria do artista plástico Thomaz de Mello (Tom, 1906-1990), está classificada como "património municipal". A decoração do interior da Adega Machado, com nova gerência desde 2012, inclui obras de pintura e desenho também de Tom.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.