A novidade, à la Eurovisão, visava, segundo a RTP, que "nem a audiência nem os jurados" fossem "sugestionados no momento de pontuar na Grande Final".

Nas semifinais nacionais, o peso das votações foi repartido entre os telespectadores e um júri cujos elementos foram escolhidos pela RTP e do qual fizeram parte os cantores Anabela, Conan Osiris, Héber Marques, Miguel Ângelo, a ‘rapper’ Capicua, a radialista Isilda Sanches e o jornalista Rui Miguel Abreu.

As canções “Passe-Partout”, escrita por Tiago Nacarato e interpretada por Bárbara Tinoco, “Medo de Sentir”, com letra de Marta Carvalho e interpretada por Elisa, "Gerbera Amarela do Sul”, composta e interpretada por Filipe Sambado e “Movimento”, composta e interpretada pelos Throes+The Shine, foram escolhidas na primeira semifinal, a 22 de fevereiro.

Já na segunda semifinal do concurso, a 29 de fevereiro, foram apuradas as canções “Abensonhado”, composta e interpretada por Jimmy P, “Mais real que o amor”, escrita por Pedro Jóia e interpretada por Tomás Luzia, “Diz só”, da autoria de Dino D’Santiago e interpretada por Kady, e “Não voltes mais”, composta e interpretada por Elisa Rodrigues.

Festival da Canção: Elisa é a grande vencedora (numa noite que durou e durou, sem consenso entre júri e televoto)
Festival da Canção: Elisa é a grande vencedora (numa noite que durou e durou, sem consenso entre júri e televoto)
Ver artigo

De acordo com o quadro, divulgado este domingo pela RTP, na primeira semifinal o tema de Filipe Sambado foi o preferido do júri e o de Bárbara Tinoco do televoto. Na segunda semifinal os doze pontos do júri foram para a canção de Kady enquanto que a pontuação máxima do televoto foi para a canção de Jimmy P.

Apesar do tema dos Throes+The Shine e dos Blasted terem reunido a mesma pontuação (14 pontos), dizem as regras que em caso de empate, nas semifinais, prevalece a escolha do júri. Como "Movimento" recebeu 7 pontos do júri (face aos 6 de "Rebellion") foi esse o quarto tema, na primeira eliminatória, a conseguir um lugar na final.

O mesmo se passou com o apuramento de Elisa Rodrigues na segunda eliminatória. A cantora terminou a noite com o mesmo número de pontos que o tema de Luiz Carabol e Gus Liberdade (13 pontos), mas foi mais pontuada pelo júri.

As tabelas com todas as pontuações podem ser consultadas nas imagens acima ou neste link divulgado pela estação pública.

"Medo de Sentir”, de Elisa, vai representar Portugal no Festival Eurovisão 2020, depois de ter vencido no sábado à noite a final da 54.ª edição do Festival da Canção, realizada em Elvas.

Filipe Sambado, com o tema “Gerbera Amarela do Sul”, recebeu a pontuação máxima (12 pontos) atribuída pelas regiões do Norte, Centro, Açores, Lisboa e Vale do Tejo e Algarve, ao passo que o tema “Passe-Partout”, de Bárbara Tinoco, recebeu a pontuação máxima da região Alentejo, enquanto Elisa conseguiu a pontuação máxima da região da Madeira.

Apesar de Bárbara Tinoco ter recolhido a pontuação máxima do público (12 pontos), Elisa beneficiou dos pontos acumulados pelas votações das regiões e do público.

O segundo lugar do Festival da Canção 2020 foi atribuído a Bárbara Tinoco e o terceiro lugar foi parar às mãos de Filipe Sambado.

Em Roterdão, cidade dos Países Baixos que recebe este ano a Eurovisão, Elisa atuará na segunda semifinal, a 14 de maio. A final está marcada para 16 de maio.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.