Na 18.ª edição do FIMFA, “a imagem serve de mote inspirador para a exploração desta linguagem em todas as suas vertentes, desde projeções de vídeo a manipulação em tempo real, e mecanismos desenhados artesanalmente convivem com a tecnologia mais atual, em constante dialética com a marioneta, o corpo, a sombra e o objeto”, refere a organização num comunicado hoje divulgado.

O festival irá decorrer nos teatros municipais Maria Matos e São Luiz, no Teatro Nacional D. Maria II, no Teatro do Bairro, no Teatro Taborda, na Cinemateca Portuguesa e no Museu Nacional do Teatro e da Dança.

Este ano, o espetáculo de abertura fica a cargo dos espanhóis Agrupación Señor Serrano. O grupo leva ao palco do Maria Matos, de 03 a 05 de maio, “Birdie”, “um espetáculo multimédia com vídeo em direto, que propõe uma abordagem original ao filme ‘Os Pássaros’, de Alfred Hitchcock”.

O espetáculo de encerramento acontece no São Luiz, com apresentações entre 18 e 20 de maio. “Os americanos Manual Cinema apresentam-se pela primeira vez em Portugal com “Ada/Ava”, uma história onírica, fantástica e emocionante, acerca de duas irmãs que construíram tudo juntas e que a vida separa”, adianta a organização.

Da programação, a organização destaca ainda “Zvizdal (Chernobyl – so far so close)”, da companhia alemã Berlin, “um retrato cinematográfico sobre um casal de idosos que mora numa aldeia fantasma, evacuada após a explosão nuclear de Chernobyl”. O espetáculo terá apresentações a 10 e 11 de maio, no Teatro Maria Matos.

Nos dias 15 e 14, esta sala também vai receber “Man anam ke rostam bovad pahlavan”, em que o bailarino iraniano Ali Moini “executa uma coreografia surpreendente, ligado a uma marioneta de metal de tamanho humano”.

Já o Teatro São Luiz acolhe, a 12 e 13 de maio, “Monkeys”, do israelita Amit Drori - “um espetáculo cheio de tecnologia, com mais de 300 máquinas em palco, onde se levantam questões sobre a inteligência artificial”.

O Teatro do Bairro, por seu lado, será palco, a 16 e 18 de maio, para “Plastic Heroes”, “um espetáculo internacionalmente premiado de Ariel Doron (Israel)”.

De 17 a 19 de maio, o Teatro Nacional D.Maria II apresenta “La Valse des Hommelettes”, “uma proposta do singular criador americano Patrick Sims, que se inspirou nos contos dos irmãos Grimm, para nos transportar para um universo fabuloso, situado entre Alice no País das Maravilhas e um gabinete de curiosidades”.

A programação do FIMFA inclui ainda espetáculos de companhias e criadores como o Teatro de Ferro, o Teatro de Marionetas do Porto e o Red Cloud Teatro de Marionetas, de Portugal, a Thalias Kompagnons, da Alemanha, e a Plunge Boom, do Reino Unido.

Além de espetáculos, a programação alarga-se igualmente a “um conjunto de atividades paralelas, que incluem a realização de ‘workshops’, apresentação de filmes, encontros com os criadores, entre outras”.

O FIMFA é organizado pela Tarumba - Teatro de Marionetas de Lisboa, que comemora este ano o 25.º aniversário, e tem direção artística de Luís Vieira e Rute Ribeiro.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.