O Festival de Animação de Lisboa - Monstra, a cumprir duas décadas, deveria ter acontecido de 18 a 29 de março em várias salas de Lisboa, mas acabou por ser adiado, com a organização a ponderar outro formato para o evento.

Hoje, o diretor da Monstra, Fernando Galrito, anunciou que o festival acontecerá em dois tempos: de 25 a 31 de maio haverá o Monstra em Casa, com exibição de curtas-metragens em competição e em setembro serão exibidas as longas-metragens em competição, assim como outros filmes já planeados, no cinema São Jorge.

Receba estas sugestões no seu e-mail

"Acho Que Vais Gostar Disto" é uma rubrica do SAPO24 que lhe sugere o que ver, ler e ouvir.

Se quer receber estas sugestões confortavelmente no seu e-mail, basta subscrever a rubrica em formato newsletter através deste link.

No Monstra em Casa, os filmes serão exibidos na plataforma Kinow, nomeadamente a competição portuguesa de filmes, com 13 curtas, entre os quais “Tio Tomás – A Contabilidade dos dias”, de Regina Pessoa, “O rapaz roxo”, de Alexandre Siqueira, “Assim mas sem ser assim”, de Pedro Brito, “Maré”, de Joana Rosa Bragança, e “Ode à infância”, de João Monteiro e Luís Vital.

Também decorrerão ‘online’ seis ‘masterclasses’ “com grandes mestres da animação mundial”, nomeadamente com o realizador alemão Raimund Krumme, o brasileiro Arnaldo Galvão e o norte-americano Ed Hooks.

Paralelamente, nos dias 30 e 31 de maio, durante a manhã, a RTP2 exibirá filmes programados pela Monstra.

Em fevereiro, quando apresentou a programação da Monstra, Fernando Galrito disse que em vinte anos o festival contabilizou um milhão de espectadores, metade dos quais crianças e jovens, e mais de 15 mil filmes exibidos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.