"'Mosquito' é inspirado na história da chegada do meu avô a África. No entanto, o que se passou durante a sua longa e solitária caminhada pouco se sabe. É aqui que entra a ficção, a fabulação e o sentido que pretendo dar à narrativa", explica o realizador na nota de intenções.

O filme, que teve estreia mundial em janeiro no Festival Internacional de Cinema de Roterdão, nos Países Baixos, é protagonizado pelo ator João Nunes Monteiro, no papel de Zacarias, o jovem soldado português que, em 1917, deambula por África à procura do pelotão, da 4.ª Companhia Expedicionária Portuguesa.

Através da história de Zacarias, "somos confrontados com o horror da guerra e a subjugação dos povos africanos pelos europeus através do domínio colonial", explica o realizador.

"Permite-nos conhecer um pouco melhor um pedaço esquecido da nossa história, a Primeira Grande Guerra em África, obrigando-nos a reflectir sobre um período muito maior que foi o nosso direito em subjugar e 'civilizar' outros povos que, convenientemente, considerávamos inferiores", justificou.

Produzido por Paulo Branco, "Mosquito" contou com coprodução de França, Brasil e Moçambique, onde foi rodado, e terá uma versão em minissérie com três episódios.

Além de "Mosquito", João Nuno Pinto é ainda autor da longa-metragem "América" (2000) e das 'curtas' "Don't swim" (2015) e "Skype me" (2008).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.