As garagens de alguns edifícios do Taguspark foram transformadas em arte urbana durante o confinamento decorrente da pandemia da Covid-19, um período que decorreu durante 45 dias.

Cinco grafiters portugueses, Clo Bougard Bougard (curadoria Elisa Ochoa), Youthoner, Gonçalo Mar, The Caver e Stylerone (curadoria Tapumarte) pintaram oito paredes que albergam os veículos que estacionam no Parque Nacional de Ciência e Tecnologia, localizado em Oeiras, uma zona que integra universidades, empresas, incubadoras e um Centro de Congressos.

A história, a poesia, a filosofia, o conhecimento, o ambiente e a superação serviram de inspiração nestes murais que refletem uma homenagem dos artistas “à proximidade e ao abraço, à felicidade e ao bem-estar”, lê-se num comunicado. A arte pode ser vista, em especial, no Núcleo Central.

“No Taguspark, a componente artística e cultural está muito presente, e estes murais, pintados por artistas internacionalmente reconhecidos, fazem parte do nosso Museu de Arte Urbana em pleno desenvolvimento”, revela Eduardo Baptista Correia, CEO do Taguspark, administração que convidou os artistas a dar uma nova vida às paredes, tradicionalmente cinzentas, das garagens.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.