Em causa estão dez concertos, de nomes como Mariza, The Gift e Rui Veloso, que iriam decorrer naquele período, mas que foram reagendados até janeiro, por causa das medidas restritivas do estado de emergência que limitam a circulação entre concelhos.

Assim, o concerto dos Amor Electro no Pavilhão Rosa Mota (Porto), que estava marcado para 01 de dezembro, foi adiado para o dia 03.

O espetáculo de Tiago Nacarato & Bárbara Tinoco, previsto para o dia 08, no Campo Pequeno, em Lisboa, passa para dia 09.

O concerto de Mariza, previsto para sábado, dia 28, no Campo Pequeno, foi remarcado para 16 de dezembro.

O humorista Fernando Rocha iria atuar no domingo, dia 29, no Campo Pequeno, mas já só o fará a 10 de dezembro.

Os dois concertos que Camané e Mário Laginha tinham para aquelas duas salas de espetáculos, a 30 de novembro, no Porto, e 05 de dezembro, em Lisboa, foram adiados para janeiro: dia 22, em Lisboa, e dia 29, no Porto.

O mesmo acontece com os dois espetáculos de David Carreira também nas duas salas: o de 05 de dezembro, no Porto, passa para 31 de janeiro, e o de 06 de dezembro, em Lisboa, muda para 24 de janeiro.

Há ainda alterações nos concertos dos The Gift, de 07 de dezembro para 23 de janeiro, em Lisboa, e de Rui Veloso, de 28 de novembro para 30 de janeiro, no Porto.

Estas alterações são feitas, porque o governo aprovou, no sa´bado, novas medidas do estado de emerge^ncia durante os fins de semana e feriados de dezembro, limitando a circulação entre concelhos.

Significa que os detentores de bilhetes para espetáculos para aquele período já não têm justificação válida para poder circular entre concelhos.

Segundo as promotoras, os bilhetes já adquiridos mantêm-se válidos para a nova data, sem necessidade de troca.

Todos os restantes concertos do ciclo “20 20 Cultura Para Todos” mantêm-se como previsto.

A iniciativa “20 20 Cultura para Todos”, que envolve a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e as promotoras Everything is New e PEV Entertainment, “tem como objetivo a retoma e o incentivo à cultura em Portugal”, em contexto de pandemia da covid-19.

O cartaz é “100% português” e inclui, além dos já citados, Jorge Palma, Aurea, Carminho, Paulo Gonzo, Branko, Rodrigo Leão, Os Quatro e Meia, Mishlawi, Moonspell, Dino D’Santiago, Fernando Daniel, Anjos, Diogo Piçarra, Richie Campbell e o humorista César Mourão.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.