A organização revelou os primeiros nomes a juntarem-se à sexta edição do festival, que mantém a identidade em torno da música em língua portuguesa e que decorrerá de 15 a 18 de agosto no Parque Urbano da Costa da Caparica.

Apresentado como "o maior festival dedicado à música lusófona", O Sol da Caparica ficará marcado "pelo rock alternativo, pelos ritmos africanos, pelo samba, pelo hip hop, pelo funk e, a terminar as noites, música de dança por vários DJs". O último dia do festival será dedicado aos mais novos.

Além daqueles quatro nomes, hoje foram ainda anunciados os portugueses D.A.M.A, Carlão, Karetus, Linda Martini, Fred, Boss AC, Benjamim, Supa Squad, Rich & Mendes e os angolanos Anselmo Ralph, Matias Damásio, Kyaku Kyadaff e Leo Príncipe. Haverá ainda uma sessão “I Love Baile Funk”.

O festival O Sol da Caparica é uma organização da Câmara Municipal de Almada, este ano em parceria com o Grupo Chiado.

Em março, a autarquia revelou que mudou de parceiro na organização do festival, com um protocolo no montante de 70 mil euros, que permite "uma poupança significativa de fundos públicos, que serão canalizados para investimento noutras áreas estratégicas, sociais, culturais e turísticas".

A autarquia de Almada revelou ter um prejuízo acumulado de perto de cinco milhões de euros com a realização de cinco edições do festival O Sol da Caparica, o que a levou a procurar um novo promotor.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.