O programa "Cientistas no Palácio de Belém" contará com a participação de cientistas de várias áreas, incluindo as ciências sociais, e terá como tema principal "o papel da ciência na sustentabilidade do planeta", disse à agência Lusa Isabel Alçada, assessora do chefe de Estado para a educação.

Esta iniciativa presidencial de promoção da ciência sucede aos "Escritores no Palácio de Belém", programa de incentivo à leitura e à escrita, com um formato semelhante, que decorreu entre janeiro e maio deste ano, e que deverá ter uma segunda edição em 2018, adiantou Isabel Alçada.

O primeiro encontro será na terça-feira, às 11:30, com o médico e investigador Manuel Sobrinho Simões. Até meio de dezembro, as restantes sessões semanais serão com António Damásio, Luísa Schmidt, Elvira Fortunato, Carlota Simões, Maria Manuel Mota, Pedro Magalhães e Alexandre Quintanilha.

De acordo com Isabel Alçada, "o objetivo do Presidente da República é valorizar a formação na área da ciência, o pensamento científico e também o desenvolvimento científico que Portugal tem tido, com a ideia de unir a investigação científica à formação".

Segundo uma nota da Presidência da República, esta será uma "primeira edição" dos "Cientistas no Palácio de Belém", destinada a "aprofundar o interesse dos jovens pela atividade científica", e Marcelo Rebelo de Sousa estará presente nos encontros "quando a agenda o permita".

As sessões semanais de apresentação e debate com os cientistas terão duração aproximada de uma hora e, em cada uma, estarão presentes alunos de duas turmas de uma escola pública ou privada.

Isabel Alçada referiu que o programa foi "aberto à participação de todas as escolas", mas que, face às inscrições, tiveram de ser selecionadas algumas. Contudo, está prevista a gravação das sessões, para que fiquem acessíveis aos alunos, professores e cidadãos em geral.

O programa "Cientistas no Palácio de Belém" conta a colaboração da Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica, do Plano Nacional de Leitura e da Rede de Bibliotecas Escolares.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.