Pebbles, o cão mais velho do mundo, morreu esta semana aos 22 anos no sudeste dos Estados Unidos, anunciou na quarta-feira o Guinness World Records .

A cadela, de raça toy fox terrier, foi alimentada com ração de gato pelos seus donos desde 2012, o que pode ter contribuído para a sua longevidade.

"Pebbles, o cão mais velho do mundo, infelizmente faleceu naturalmente e pacificamente em casa e cercada por sua família", escreveram os seus donos no Instagram.

A cadela nasceu a 28 de março de 2000 em Long Island, no estado de Nova York e viveu a maior parte da sua vida na Carolina do Sul. A pequena fêmea deu à luz 32 filhotes no total.

Pebbles morreu cinco meses antes de completar 23 anos. A cadela foi nomeada o cão mais velho do mundo em maio de 2022 por especialistas do Guinness World Records.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.