De acordo com o museu, a pintura vai ser exibida no âmbito do ciclo "Obra Convidada", que recebe obras cedidas por outras instituições, e será inaugurada numa sessão marcada para as 18:00.

O tema de Madalena Penitente foi tratado pelo pintor Ticiano em várias versões, e depois popularizado através da gravura.

Esta tela do Hermitage de São Petersburgo, considerada pelos especialistas a melhor de todas – pela expressão trágica da santa e do ambiente que a envolve – foi mantida pelo pintor até à morte, e depois vendida pelo filho ao colecionador veneziano Cristoforo Barbarigo.

Ticiano foi um dos maiores expoentes da pintura italiana do século XVI, tendo sido promovido a pintor da República de Veneza, recorda o MNAA no seu sítio 'online'.

O artista ficou conhecido por ter criado, com os seus retratos, um modelo de representação de prestígio, e foi igualmente exímio nas evocações mitológicas e na pintura religiosa.

Criado em 1884, o MNAA acolhe a mais relevante coleção pública de arte antiga do país, em pintura, escultura, artes decorativas portuguesas, europeias e da Expansão Marítima Portuguesa, desde a Idade Média até ao século XIX.

É um dos museus nacionais com maior número de obras classificadas como tesouros nacionais.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.