Com transmissão em direto na RTP1, Antena1 e em livestream nas várias plataformas PLAY, a cerimónia volta a ser apresentada por Filomena Cautela e Inês Lopes Gonçalves. Pelas 21:00 do próximo dia 29 de julho, nove atuações vão encher o palco do Coliseu dos Recreios, em Lisboa, durante mais de duas horas.

Estão confirmadas as presenças em palco de quinze artistas e grupos. A produção privilegiou os duetos, alguns deles com conteúdo conhecido do público.

Já outros, como o de Pedro Abrunhosa e ProfJam, são novidade. Em comunicado, a organização nota que estes artistas “criaram uma cumplicidade invulgar”.

A atuar a solo ou enquanto grupo estão já confirmados Lena d’Água, Calema e Capitão Fausto, nomeados para três categorias na noite.

Em duetos, estarão Papillon e Murta; Bárbara Bandeira e Kasha; Camané e Mário Laginha; a fadista Ana Bacalhau e Diogo Piçarra; Fernando Daniel e Tainá; Pedro Abrunhosa e ProfJam.

Preparar para dar PLAY

A partir desta quinta-feira, dia 23 de julho, as equipas de produção entram no Coliseu dos Recreios, onde vão permanecer por sete dias para montagens, ensaios e atuações.

Devido ao surto pandémico, nesta segunda edição não será possível apresentar as atuações em direto. A organização diz que “serão todas gravadas ao vivo nos dois dias anteriores, para que se cumpram todas as orientações emanadas pela DGS.” Em relação ao público convidado, este será em número abaixo do permitido.

O público também vota. Também a partir desta quinta, estarão abertas as votações para a única categoria votada pelo público, a Vodafone Canção do Ano, que este ano integra “Amor, a nossa vida” de Capitão Fausto, “Bairro” de Wet Bed Gang, “Bússola” de Nenny, e “Também sonhar” de Slow J com Sara Tavares.

Durante uma semana, o público pode votar através da rede social Facebook dos PLAY e por chamadas telefónicas. Também no dia da cerimónia, 29 de julho, é possível votar através do canal 760 da TV da Vodafone.

As restantes categorias serão todas votadas por um júri, este ano constituído por mais de 200 elementos ligados direta ou indiretamente à música, que vota entre o dia 17 e 24 de julho numa plataforma auditada pela Price Waterhouse Coopers.

O evento deste ano pretende transmitir um sinal de esperança e resiliência a todos os profissionais da cultura, sem exceção, um dos setores da economia portuguesa mais afetados pela pandemia do COVID-19.

Os Prémios Play estão divididos por categorias, como Prémio Carreira, Melhor álbum e Prémio Revelação.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.