As contas só se fazem no final, ou neste caso, dois dias depois. Apesar de ter visto a sua estrela Michelin ser-lhe renovada na gala do famoso guia, organizada este ano em Sevilha, o restaurante São Gabriel, histórico espaço da gastronomia de luxo, vai encerrar portas. Quer isto dizer que Portugal passa de 34 para 33 espaços aos quais foram atribuídas as famosas estrelas.

O anúncio foi feito pelo próprio chef do estabelecimento, Leonel Pereira, que há sete anos comandava a cozinha do “São Gabriel”, através da sua conta de Facebook. Num post que começa por agradecer ao seu sócio, Delfim João, e à sua equipa, o chef informa que “o Restaurante São Gabriel foi vendido” e que, “como tal, chegou ao fim de uma existência de 30 anos como ‘fine-dining’ onde 26 deles foram estrelados”.

Segundo contou o chef ao jornal Expresso, a causa para o encerramento está na compra do edifício, sendo que o espaço, escreve Leonel Pereira, “abrirá com nova gerência, onde o conceito (segundo a informação dos novos proprietários) será asiático e sem ambição de estrelas” já na próxima estação.

No entanto, o cozinheiro deixa boas notícias para o futuro, anunciando que irá apresentar o seu novo conceito de restauração, o CHEK-in Faro, em finais de janeiro do próximo ano. Segundo o que chef contou ao semanário, o restaurante vai abrir no número 40 da Avenida da República, terá lugar para 26 comensais dentro de portas e outros 30 lugares numa esplanada e o seu conceito centrar-se-á em petiscos, servidos apenas à hora de jantar.

O que ainda está sob o véu da incógnita é quando, ou se, Leonel Pereira poderá voltar a usar o conceito do restaurante São Gabriel.

Leonel Pereira chegou em 2013 ao “São Gabriel”, que na altura detinha a classificação de uma estrela há 15 anos. Na edição de 2014, perdeu a distinção, e recuperou-a logo no ano seguinte.

Recorde-se que na gala das estrelas Michelin, Portugal obteve originalmente 34 estrelas, fruto de quatro novas entradas, a adição de mais uma estrela (a segunda) para o restaurante a “Casa de Chá da Boa Nova” e a saída de três establecimentos. Destes, dois estão também localizados no Algarve: o Willie’s (Vilamoura, 'chef' Willie Wurguer) e “Henrique Leis” (Almancil, ‘chef’ Henrique Leis) - que em julho foi o primeiro 'chef' em Portugal a anunciar que queria abdicar da estrela, que detinha há 19 anos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.