O prémio de Melhor Ilustração Original, no valor de 1.500 euros, foi atribuído a Maria do Rosário Castanheira Alexandre Pinheiro da Silva, enquanto Guilherme Semionato Silva Alves, do Brasil, venceu o Prémio Lusofonia, no valor de 1.000 euros, com o conto “O casamento do Til e da Cedilha”.

Nesta edição do Concurso Lusófono, foram atribuídas ainda quatro menções honrosas: ao autor Stélio Baltazar Elias Manjate, de Moçambique, pelo conto “O sapinho do poço”, à escritora Ana Nanque, da Guiné Bissau, pelo conto “O Sol dura”, à timorense Natalícia Emanuel Soares Magno, pelo conto “Buibere e as duas árvores apaixonadas”, e à autora cabo-verdiana Kátia Cristina Fernandes Teixeira, pelo conto “A bem amada gata!”.

Os vencedores das várias categorias do concurso foram revelados no passado dia 18 de novembro, durante as comemorações do 20.º aniversário de criação do Concelho da Trofa, na Antiga Estação Ferroviária da Trofa.

O concurso Lusófono da Trofa, que tem a parceria do Camões – Instituto de Cooperação e da Língua, contou com a presença de um grupo de alunos do 4º ano, da Escola de Paradela e da Orquestra de Ritmos Ligeiros da Trofa, bem como do escritor Jorge Velhote e de Ana Isabel Soares do Instituto Camões, membros do Júri Final do Concurso.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.