De acordo com a lista, divulgada pela organização, de todas as obras candidatas a uma nomeação em diferentes categorias, o filme "Cabaret Maxime", de Bruno de Almeida, está indicado para quatro Platino: melhor realização, música original (de Manuel João Vieira), direção de arte (João Torres) e interpretação feminina (Ana Padrão).

A produção "Pedro e Inês", de António Ferreira, é candidata a uma nomeação em três categorias: melhor filme de ficção, melhor montagem (António Ferreira) e melhor ator masculino (Diogo Amaral).

Destaque ainda para a produção brasileira "O grande circo místico", de Carlos Diegues, com coprodução portuguesa e rodagem em Portugal com elenco nacional, que é candidato a uma nomeação para cinco Platino, entre os quais o de melhor filme de ficção.

No total, foram escolhidas sete produções portuguesas e duas coproduções internacionais para nomeações em diversas categorias: "Cabaret Maxime", "Pedro e Inês", "Djon África" (Filipa Reis e João Miller Guerra), "Correspondências" (Rita Azevedo Gomes), "Leviano" (Justin Amorim), "Carga" (Bruno Gascon), "Raiva" (Sérgio Tréfaut), "O grande circo místico" e "O homem que matou D. Quixote" (Terry Gilliam).

Há ainda duas séries de televisão indicadas para melhor minissérie ibero-americana: "Sara", de Marco Martins, Ricardo Adolfo e Bruno Nogueira, e "Três Mulheres", de Fernando Vendrell, ambas exibidas na televisão pública portuguesa.

Beatriz Batarda e Nuno Lopes, protagonistas de "Sara", são candidatos a uma nomeação para melhor atriz e ator, respetivamente.

Maria João Bastos, que na série "Três mulheres" interpreta a cronista Vera Lagoa, também está indicada para uma nomeação.

Entre todos os candidatos a nomeados para os Platino está ainda "Roma", filme do realizador mexicano Alfonso Cuarón, indicado em oito categorias.

Esta é a sexta edição dos prémios Platino. A lista definitiva dos nomeados - quatro em cada categoria - será anunciada em março.

Os vencedores serão conhecidos numa cerimónia em 12 de maio em Playa del Carmen, Riviera Maya, no México.

No ano passado, Rui Poças foi distinguido com um prémio Platino de melhor direção de fotografia pelo filme "Zama", da realizadora argentina Lucrecia Martel.

Os Prémios Platino são organizados pela Entidade de Gestão de Direitos dos Produtores Audiovisuais e pela Federação Ibero-americana de Produtores Cinematográficos e Audiovisuais.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.