O filme "1917" foi coroado com o Globo de Ouro para melhor Drama, batendo "Joker", "Marriage Story", "O Irlandês" e "Os Dois Papas", uma escolha inesperada da Associação da Crítica Estrangeira em Hollywood.

“1917” deu ainda a Sam Mendes a estatueta de Melhor Realizador, numa categoria onde estavam também nomeados Martin Scorsese com “O Irlandês” e Quentin Tarantino.

"É difícil fazer filmes sem grandes estrelas e espero que as pessoas o vão ver no grande ecrã, onde foi feito para ver", disse Sam Mendes ao aceitar o galardão. "1917", que estreia em Portugal a 23 de janeiro, é protagonizado por dois atores britânicos pouco conhecidos, George MacKay e Dean-Charles Chapman.

Já "Era Uma Vez… em Hollywood" confirmou o favoritismo vencendo o globo na categoria de Comédia ou Musical e dando ainda a Brad Pitt o galardão de Melhor Ator Secundário em Comédia ou Musical e a Quentin Tarantino a estatueta para Melhor Argumento. De cinco nomeações o filme venceu três, o melhor resultado entre os títulos mais nomeados.

"Joker", de Todd Phillips, deu a Joaquin Phoenix o Globo de Melhor Ator em filme dramático e ainda venceu na categoria de melhor banda sonora original, premiando a compositora islandesa Hildur Guönadóttir.

Da lista de surpresas consta a vitória do filme de animação "Missing Link", da Laika Entertainment, superando os pesos-pesados da Disney - "Frozen 2", Toy Story 4" e "O Rei Leão" - e "Como Treinares o Teu Dragão: O Mundo Secreto", da Universal, o que gerou grande comoção na cerimónia.

No sentido inverso, "O Irlandês" de Martin Scorsese e com Al Pacino não recebeu qualquer dos Globos de Ouro entre as cinco nomeações que tinha.

Também o filme com mais nomeações (seis), "Marriage Story", de Noah Baumbach, saiu da cerimónia apenas com uma estatueta, entregue a Laura Dern na categoria de Atriz Secundária.

Ambos os títulos são da plataforma Netflix, que não confirmou as expectativas geradas pelo elevado número de nomeações que recebeu para esta edição dos Globos de Ouro: de um total de 17, venceu apenas dois.

Irão, alterações climáticas e incêndios na Austrália. Globos de Ouro foram palco de alertas e apelos ao voto
Irão, alterações climáticas e incêndios na Austrália. Globos de Ouro foram palco de alertas e apelos ao voto
Ver artigo

Na televisão, foi a HBO, Hulu e Amazon Prime que dominaram. A série "Succession" da HBO levou para casa o Globo mais cobiçado de melhor série dramática e o seu protagonista Brian Cox, que interpreta o magnata Logan Roy, recebeu o galardão de melhor ator em série dramática.

"Chernobyl", também da HBO, foi considerada a melhor série limitada e Stellan Skarsgård venceu o globo para ator secundário em série, série limitada ou filme para televisão.

Na comédia, e tal como aconteceu nos prémios Emmy, em setembro de 2019, "Fleabag" da Amazon Prime foi a melhor série e Phoebe Waller-Bridge recebeu o Globo de melhor atriz em Comédia ou Musical.

Olivia Colman foi premiada pelo desempenho em "The Crown", da Netflix, levando o Globo para Melhor Atriz em Série Dramática, Patricia Arquette foi a Melhor Atriz em Série Limitada por "The Act" (Hulu) e Renée Zellweger Melhor Atriz em Filme Dramático, por "Judy".

Entre os títulos que não conseguiram qualquer estatueta estão "Os Dois Papas", "Knives Out" e "The Marvelous Ms. Maisel". "Parasitas", do sul-coreano Bong Joon-ho, venceu na categoria de Filme em Língua Estrangeira, tal como esperado.

A Associação deu a Tom Hanks o prémio de carreira no cinema Cecil B. deMille e a Ellen DeGeneres o prémio de carreira na televisão Carol Burnett, dois momentos de retrospetiva que geraram discursos emocionados dos homenageados.

A cerimónia foi apresentada por Ricky Gervais e, mais uma vez, voltou a não ser transmitida em Portugal.

Ricky Gervais apontou várias farpas à elite de Hollywood e às empresas por detrás das plataformas de ‘streaming’, num desempenho que obrigou a estação NBC a silenciar vários palavrões do comediante na emissão em direto.

Os seus alvos foram desde Leonardo DiCaprio e as suas namoradas jovens à sentença de Felicity Huffman, o fracasso do filme "Cats" e o suicídio de Jeffrey Epstein.

Ricky Gervais chegou a pedir aos nomeados que não fizessem discursos de vitória com apelos políticos, argumentando que "não sabem nada do mundo real", "não estão em posição de dar lições ao público" e a maioria "passou menos tempo na escola que Greta Thunberg".

NOMEADOS E VENCEDORES CINEMA

MELHOR FILME (DRAMA)
"1917", de Sam Mendes
"O Irlandês", de Martin Scorsese
"Joker", de Todd Phillips
"Marriage Story", de Noah Baumbach
"Dois Papas", de Fernando Meirelles

MELHOR FILME (COMÉDIA OU MUSICAL)
"Era Uma Vez... em Hollywood", de Quentin Tarantino
"Jojo Rabbit", de Taika Waititi
"Knives Out - Todos São Suspeitos", de Rian Johnson
"Rocketman", de Dexter Fletcher
"Chamem-me Dolemite" ,de Craig Brewer

MELHOR REALIZAÇÃO
Bong Joon Ho ("Parasitas")
Sam Mendes ("1917")
Todd Phillips ("Joker")
Martin Scorsese ("O Irlandês")
Quentin Tarantino ("Era Uma Vez...")

MELHOR ATOR (DRAMA)
Antonio Banderas ("Dor e Glória")
Christian Bale ("Le Mans '66: O Duelo")
Adam Driver ("Marriage Story")
Joaquin Phoenix ("Joker")
Jonathan Pryce ("Dois Papas")

MELHOR ATRIZ (DRAMA)
Cynthia Erivo ("Harriet")
Scarlett Johansson ("Marriage Story")
Saoirse Ronan ("Mulherzinhas")
Charlize Theron ("Bombshell")
Renée Zellweger ("Judy")

MELHOR ATOR (COMÉDIA OU MUSICAL)
Daniel Craig ("Knives Out")
Leonardo DiCaprio (Era Uma Vez... em Hollywood")
Taron Egerton ("Rocketman")
Roman Griffin Davis ("Jojo Rabbit")
Eddie Murphy ("Chamem-me Dolemite")

MELHOR ATRIZ (COMÉDIA OU MUSICAL)
Awkwafina ("A Despedida")
Ana de Armas ("Knives Out")
Beanie Feldstein ("Booksmart: Inteligentes e Rebeldes")
Emma Thompson ("Late Night")
Cate Blanchett ("Onde Estás, Bernadette?")

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO
Brad Pitt ("Era Uma Vez... em Hollywood")
Anthony Hopkins ("Dois Papas")
Tom Hanks ("A Beautiful Day in the Neighborhood")
Al Pacino ("O Irlandês")
Joe Pesci ("O Irlandês")

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA
Kathy Bates ("O Caso de Richard Jewell")
Annette Bening "(The Report")
Laura Dern ("Marriage Story")
Jennifer Lopez ("Ousadas e Golpistas")
Margot Robbie ("Bombshell")

MELHOR ARGUMENTO
"Era Uma Vez... em Hollywood"
"O Irlandês"
"Marriage Story"
"Parasitas"
"Dois Papas"

MELHOR FILME ESTRANGEIRO
"A Despedida" (EUA, mas cuja língua principal não é o inglês)
"Dor e Glória" (Espanha)
"Os Miseráveis (França)
"Parasitas" (Coreia do Sul)
"Portrait de la jeune fille en feu" (França)

MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO
"Como Treinares o Teu Dragão: O Mundo Secreto"
"Frozen II: O Reino do Gelo"
"Mr. Link"
"O Rei Leão"
"Toy Story 4"

MELHOR BANDA SONORA ORIGINAL
"1917"
"Joker"
"Marriage Story"
"Mulherzinhas"
"Os Órfãos de Brooklyn"

MELHOR MÚSICA ORIGINAL
"Beautiful Ghosts" ("Cats") — Taylor Swift & Andrew Lloyd Webber
"I'm Gonna Love Me Again" ("Rocketman") — Elton John & Bernie Taupin
"Into the Unknown" ("Frozen 2") — Robert Lopez & Kristen Anderson-Lopez
"Spirit" ("O Rei Leão") — Beyoncé Knowles-Carter, Timothy McKenzie & Ilya Salmanzadeh
"Stand Up" ("Harriet") — Joshuah Brian Campbell & Cynthia Erivo

NOMEADOS E VENCEDORES TELEVISÃO

MELHOR SÉRIE (DRAMA)
"Big Little Lies"
"The Crown"
"Killing Eve"
"The Morning Show"
"Succession"

MELHOR ATOR (SÉRIE DRAMA)
Brian Cox ("Succession")
Kit Harington ("A Guerra dos Tronos")
Tobias Menzies ("The Crown")
Billy Porter ("Pose")
Rami Malek ("Mr. Robot")

MELHOR ATRIZ (SÉRIE DRAMA)
Jennifer Aniston ("The Morning Show")
Olivia Colman ("The Crown")
Jodie Comer ("Killing Eve")
Nicole Kidman ("Big Little Lies")
Reese Witherspoon ("The Morning Show")

MELHOR SÉRIE (COMÉDIA)
"Barry"
"Fleabag"
"The Kominsky Method"
"The Marvelous Mrs. Maisel"
"The Politician"

MELHOR ATOR (COMÉDIA OU MUSICAL)
Michael Douglas ("The Kominsky Method")
Bill Hader ("Barry")
Ben Platt ("The Politician")
Paul Rudd ("Living With Yourself")
Rami Youssef ("Ramy")

MELHOR ATRIZ (COMÉDIA OU MUSICAL)
Christina Applegate ("Dead to Me")
Rachel Brosnahan ("The Marvelous Mrs. Maisel")
Kirsten Dunst ("On Becoming a God in Central Florida")
Natasha Lyonne ("Russian Doll")
Phoebe Waller-Bridge ("Fleabag")

MELHOR TELEFILME OU MINISSÉRIE
"Catch 22"
"Chernobyl"
"Fosse/Verdon"
"The Loudest Voice"
"Unbelievable"

MELHOR ATOR EM TELEFILME OU MINISSÉRIE
Russell Crowe ("The Loudest Voice")
Jared Harris ("Chernobyl")
Sam Rockwell ("Fosse/Verdon")
Christopher Abbott ("Catch 22")
Sacha Baron Cohen ("The Spy")

MELHOR ATRIZ EM TELEFILME OU MINISSÉRIE
Joey King ("The Act")
Katilyn Dever ("Unbelievable")
Helen Mirren ("Catherine the Great")
Michelle Williams ("Fosse/Verdon")
Merritt Wever ("Unbelievable")

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO EM SÉRIE, MINISSÉRIE OU TELEFILME
Alan Arkin ("The Kominsky Method")
Kieran Culkin ("Succession")
Andrew Scott ("Fleabag"
Stellan Skarsgård ("Chernobyl")
Henry Winkler ("Barry")

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA EM SÉRIE, MINISSÉRIE OU TELEFILME
Patricia Arquette ("The Act")
Toni Collette ("Unbelievable")
Meryl Streep ("Big Little Lies")
Emily Watson ("Chernobyl")
Helena Bonham Carter ("The Crown")

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.