Depois de ontem ter afirmado que mantinha a data de estreia, a TVI acabou por decidir suspender o regresso do Big Brother 2020, programa que voltava aos ecrãs nacionais 20 anos depois.

Em comunicado enviado às redações, a estação de Queluz informou esta tarde que, “perante a situação crescente de risco e incerteza que Portugal e o mundo atravessam”, a estreia foi adiada.

O programa , que constitui uma das principais apostas da grelha da TVI, será apresentado por Cláudio Ramos, cuja saída da SIC, onde integrava o programa de Cristina Ferreira, protagonizou uma das principais movimentações nos media este ano. Há 20 anos, o primeiro Big Brother deu a posição de liderança pela primeira vez à TVI - com esta edição comemorativa, a estação tem expetativas igualmente ambiciosas, que agora serão adiadas. “O BB2020 é e será o programa do ano”, diz o diretor de programas da TVI, Nuno Santos na nota hoje enviada.

“Tomámos as medidas preventivas adequadas e recomendadas pelo Governo em relação aos concorrentes seleccionados. Entre essas medidas estão exames de despistagem e um período de isolamento que está a ser cumprido. Um protocolo de prevenção está também a ser seguido relativamente às equipas técnicas e de conteúdos. Ainda assim, e dada a dimensão da produção – na casa e na área de trabalho envolvente, no estúdio das galas e nos vários programas diários a partir de Queluz de Baixo – consideramos não estarem reunidas todas as condições”, refere Nuno Santos na nota enviada. “A seu tempo será anunciada uma nova data de estreia”, remata.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.