A Universidade de Évora, em comunicado enviado à agência Lusa, revelou que a cerimónia de doutoramento vai ter lugar na sala dos Actos do Colégio Espírito Santo, às 15:00.

O discurso laudatório estará a cargo de Jorge Araújo, professor e antigo reitor da UÉ, que é patrono da distinção, conjuntamente com o arquiteto Álvaro Siza Vieira, destacou a academia.

A atual reitora da UÉ, Hermínia Vasconcelos Vilar, justificou a outorga do doutoramento ao arquiteto “pela genialidade que Carrilho da Graça imprime em todos os seus trabalhos, caracteristicamente com forte relação com os territórios”.

O que, para a reitora, “diz muito sobre a sua personalidade e a relevância que, desde cedo, tem assumido na arquitetura em Portugal e além-fronteiras”, pode ler-se no comunicado.

Carrilho da Graça é uma “figura ímpar” no panorama cultural nacional, mais precisamente na área da arquitetura, frisou ainda a reitora.

“O arquiteto Carrilho da Graça procura nos seus trabalhos oferecer-nos algo de novo, experimentando soluções inovadoras que nos desafiam”, disse, dando como exemplo a junção de cortiça e betão na obra do Terminal de Cruzeiros de Lisboa, recentemente considerado o “Melhor Terminal de Cruzeiros da Europa”, nos World Cruise Awards.

Além disso, a reitora realçou a “forte ligação de Carrilho da Graça à Universidade de Évora”, onde foi professor e diretor do Departamento de Arquitetura e impulsionador do Programa de Doutoramento em Arquitetura, “e à região do Alentejo, de onde é natural”, tendo nascido em Portalegre, em 1952.

Mais recentemente, o arquiteto projetou o novo edifício do Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia (PACT), em Évora.

Segundo a UÉ, “estes são apenas alguns argumentos que motivaram a atribuição do grau de Doutor Honoris Causa pela Universidade de Évora ao arquiteto Carrilho da Graça”.

Em abril, na Casa de Arquitetura, em Matosinhos (Porto), abriu a exposição “Flashback Carrilho da Graça”, que dá a conhecer os mais de 40 anos de trabalho e percurso profissional do arquiteto e pode ser visitada até 29 de janeiro do próximo ano, disse a academia alentejana.

João Luís Carrilho da Graça é licenciado em Arquitetura pela Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa, autor de projetos em Portugal, Espanha, França, Chipre, Itália, Suíça, Bélgica, Países Baixos, Alemanha, Áustria, Hungria, Finlândia, Egito, Brasil e Estados Unidos da América.

Venceu, entre outros, o Prémio da Associação Internacional dos Críticos de Arte em 1992, o Prémio Secil da Arquitetura em 1994 e o Prémio Valmor em 1998, 2008, 2010 e 2017.

Foi agraciado com a Ordem de Mérito da República Portuguesa em 1999 e venceu o Prémio Pessoa em 2008.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.