Apesar de a Madeira e toda a faixa costeira ocidental estarem entre hoje e quarta-feira sob 'aviso amarelo', devido à previsão de vento forte com rajadas da ordem dos 80 quilómetros por hora, as abertas vão permitindo a aterragem de aviões que estão, também, a consentir a saída dos mesmos.

Nestas condições são algumas as aeronaves que antes de desistirem da tentativa de aterragem ainda pairam na zona de espera para se poderem fazer à pista. Situação que já aconteceu esta manhã com um voo da companhia Easyjet.

Até às 09:15 de hoje, sete aviões fizeram-se à pista 'Cristiano Ronaldo' com êxito, inclusive uma aeronave proveniente das Canárias que desde sábado, dia cinco, tem deixado passageiros em terra e o avião cargueiro que desde há duas semanas tem feito o transporte de bens entre o continente e a Madeira.

Temperaturas descem esta terça-feira. Vento não dá tréguas na Madeira
Temperaturas descem esta terça-feira. Vento não dá tréguas na Madeira
Ver artigo

No entanto, mantêm-se cancelados um voo da Transavia com destino a Paris, o TAP das 11:15 com destino a Lisboa e um da SATA proveniente de Ponta Delgada.

Na gare foram cerca de uma centena aqueles que esta madrugada ainda fizeram daquela estrutura o local de dormida, de acordo com fonte aeroportuária que, ressalvou, ter sido uma noite "completamente diferente das anteriores".

Só para hoje estão previstos mais de 50 movimentos no aeroporto Internacional da Madeira que apenas se irão realizar na totalidade se o vento der tréguas.

Os fortes ventos que se fazem sentir no principal aeroporto do arquipélago da Madeira desde sexta-feira já provocaram o cancelamento de mais de 100 voos, afetando cerca de 15 mil passageiros, segundo um balanço feito na segunda-feira à tarde pela ANA.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.