“Este acordo representa um alívio para as contas públicas de Moçambique, porque, de outra forma, teríamos de pagar 76 milhões de dólares anuais de dívida aos detentores dos títulos de dívida soberana, mas, com o acordo, vamos pagar entre 34 e 35 milhões de dólares por ano”, referiu, em Maputo.

O governante falava numa conferência sobre a economia moçambicana organizada pela publicação Financial Times.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.