"Devido a problemas no abastecimento e produção das nossas fábricas em Cátia La Mar" (norte de Caracas), a BAER "sugere às aeronaves que usam este produto para se abastecerem nos aeroportos de saída [de outros países, já que não é possível facilitar a distribuição" de combustível.

A situação vai manter-se "até que sejam otimizados os níveis de inventário", sublinhou.

O comunicado não indicam os aeroportos afetados. De acordo com fontes não oficiais citadas pela imprensa, a falta de combustível para a aviação estendeu-se a quase todos os terminais aéreos venezuelanos.

Barcelona, Maturín, Puerto Ordáz, Cidade Bolívar, Higuerote, Aeroporto Caracas, Charallave e Cumaná são algumas das localidades venezuelanas sem combustível.

A Venezuela é um importante produtor e exportador mundial de petróleo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.