Em declarações à agência Lusa, o Capitão do Porto de Lagos, Conceição Duarte, especificou que a vítima mortal é um homem com cerca de 30 anos, de nacionalidade alemã, que foi retirado inconsciente da água por um dos militares que integram o programa Praia Segura, tripulante da viatura Amarok, do projeto "SeaWatch".

Segundo a fonte, o acidente ocorreu quando um grupo de seis pessoas, todas de nacionalidade alemã, foi arrastada para um agueiro, tendo quatro delas saído da água com a ajuda de banhistas e de surfistas, "enquanto duas outras foram retiradas inconscientes da água pelos militares".

"Os dois homens, ambos com cerca de 30 anos, foram assistidos em terra, e, infelizmente, um veio a falecer, tendo o óbito sido declarado no local, enquanto o outro foi reanimado, estabilizado e transportado para o hospital", avançou Conceição Duarte.

O Capitão do Porto de Lagos acrescentou que o acidente ocorreu na praia do Castelejo, uma praia este ano sem vigilância, ao contrário do ano passado, em que tinha nadador-salvador.

Nas operações estiveram envolvidos vários elementos da Autoridade Marítima Nacional, dos bombeiros, da Polícia Marítima, do projeto "Seawatch" e do Instituto Nacional de Emergência Médica, com vários veículos, uma embarcação da Estação Salva-Vidas de Sagres e um helicóptero.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.