De acordo com indicações dadas já hoje pelo PSD nos Açores, nas eleições diretas para a liderança dos sociais-democratas da região participaram 2.820 militantes, o que constitui um aumento de 53,8% na afluência às urnas em relação ao ato eleitoral anterior.

Alexandre Gaudêncio obteve 1.716 votos e Pedro Nascimento Cabral alcançou 1.058, tendo-se registado ainda 46 votos brancos ou nulos.

Gaudêncio, que era vice-presidente da comissão política regional do partido sob a alçada do antigo líder, Duarte Freitas, propõe para o PSD/Açores um “novo rumo” e o mobilizar para o partido de cidadãos com “provas dadas”.

O jovem autarca da Ribeira Grande (a segunda cidade mais importante da ilha de São Miguel), militante do partido desde 2001, encara a política “não como uma profissão, mas como um serviço público em prol das pessoas”, disse recentemente em entrevista à agência Lusa.

O social-democrata deverá ser o candidato número um do partido nas regionais de 2020.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.