O incêndio que deflagrou ao início da tarde de quinta-feira no concelho de Sernancelhe entrou em fase de resolução às 09:46 de hoje, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Viseu.

Segundo a mesma fonte, cerca de uma hora depois encontravam-se no local 352 operacionais, apoiados por 110 viaturas e três meios aéreos.

O fogo teve início às 12:02 de quinta-feira, numa zona de mato e pinhal da localidade de Lapa, na freguesia de Quintela.

O combate às chamas foi dificultado pelo vento, que levou a uma progressão muito rápida do incêndio em direção a algumas aldeias, explicou, na quinta-feira, o comandante distrital de Operações de Socorro, Miguel Ângelo David.

O incêndio obrigou ao corte da Estrada Nacional (EN) 226 e à retirada de pessoas idosas de algumas aldeias para lugares mais seguros.

Já o incêndio em Cardanha e Adeganha, em Torre de Moncorvo, distrito de Bragança, foi hoje de manhã dado como dominado, mantendo-se o dispositivo de combate no terreno. "Vamos continuar os trabalhos de consolidação e rescaldo, mantendo todo o dispositivo de combate às chamas no terreno para evitar reacendimentos", indicou o comandante operacional distrital de operações de socorro (CODIS) de Bragança, João Noel Afonso.

Segundo o responsável, durante a noite o trabalho dos bombeiros foi dificultado pela orografia do terreno e o fogo foi sendo debelado de forma apeada com ajuda de material sapador.

O alerta para o incêndio na União de Freguesias de Adeganha e Cardanha foi dado às 14:41 de quinta-feira.

Segundo a página na internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, às 09:45 estavam empenhados no combate às chamas 146 operacionais apoiados por 54 viaturas, quatro meios aéreos e duas máquinas de rasto.

Já em Alijó, no distrito de Vila Real, o incêndio está em resolução, mas ainda estão no local 154 operacionais, apoiados por 53 veículos.

Também no distrito de Vila Real, o incêndio que tinha deflagrado em Sabrosa pelas 15:37 de quinta-feira está igualmente em resolução. Pelas 08:20 estavam no local, de acordo com o site da ANEPC, 89 operacionais, apoiados por 26 veículos.

No incêndio do Sabugal, na Guarda, também em resolução, segundo a ANEPC, pelas 08:20 estavam no local 201 operacionais, apoiados por 63 veículos.

No Fundão, distrito de Castelo Branco, o incêndio que deflagrou às 13:58 de quinta-feira está igualmente em resolução, mas ainda é o que mais meios tem no local: 436 operacionais, apoiados por 139 veículos.

Este fogo, que deflagrou ao início da tarde de quinta-feira em povoamento florestal, obrigou à evacuação da praia fluvial de Janeiro de Baixo, que na altura tinha cerca de 70 pessoas.

Neste incêndio, uma operacional dos Bombeiros Voluntários do Fundão sofreu ferimentos ligeiros.

Também em resolução está o fogo que deflagrou na madrugada de quinta-feira em Porto de Mós, no distrito de Leiria, onde pelas 08:20 estavam 105 operacionais, apoiados por 34 veículos.

(Notícia atualizada às 11h13)

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.