Plenário é uma iniciativa pensada para alargar o debate nas legislativas de 6 de outubro a quem tenha ideias para apresentar para uma melhor governação do país. Há muito para discutir antes da ida as urnas e é por isso que queremos começar já a pensar o país que vamos ter (e ser) nos próximos quatro anos — e contamos com o seu contributo. Assim, lançámos o desafio, em forma de pergunta: Se fosse primeiro-ministro ou primeira-ministra nos próximos quatro anos, qual era o problema que resolvia primeiro? Ou, perguntando de outra forma: qual seria a sua prioridade para o país?

Altino Bessa, vereador em Braga e ex-deputado do CDS aceitou o desafio do SAPO24 e juntou-se ao Plenário. Se fosse primeiro-ministro nos próximos quatro anos a sua prioridade seria a recuperação das áreas ardidas.

Nos últimos anos, um dos grandes flagelos que atingiu Portugal foram os incêndios. Tivemos inúmeras mortes, 116 mortes em 2017, aqui também na Rampa da Falperra arderam mais de mil hectares, felizmente não houve vítimas. O que temos de confrontar no futuro é que estas áreas ardidas são milhares e milhares de hectares por todo o país e estão ao abandono. É preciso recuperar estas áreas ardidas, é preciso um programa de governo — estamos a falar de áreas privadas como é o caso desta área da Falperra, e é necessário encontrar um mecanismo legal, do ponto de vista jurídico, a nível governamental, para recuperar estas áreas ardidas e para evitar que este flagelo seja ainda maior do que foi no passado, porque a matéria orgânica que aqui está a crescer está descontrolada, é muito mais e irá provocar incêndios maios gravosos, com grande impacto económico, ambiental e acima de tudo com grande prejuízo económico para as famílias e pondo em causa as suas vidas. Esta devia ser uma grande prioridade para todos aqueles que se propõem governar o país.

O que acha desta ideia? Deixe a sua opinião nos comentários deste artigo. Desejamos uma discussão construtiva, por isso todos os comentários devem respeitar as regras de comunidade do SAPO24, que pode ler aqui.


Queremos também o seu contributo para pensar o país. As legislativas acontecem a 6 de outubro, mas a discussão sobre o país que queremos ter (e ser) nos próximos quatro anos começa muito antes da ida às urnas. É esse o debate que o SAPO 24 quer trazer — e contamos consigo.

Saiba como participar aqui. Veja os contributos dos nossos convidados e leitores em 24.sapo.pt/plenario e, claro, junte-se ao debate. 

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.