“Estamos a preparar o terreno para a reconstrução e reparação de infraestrutura críticas. Este é um longo caminho, mas deve começar agora”, disse António Guterres num vídeo gravado transmitido no último dia da conferência dedicada à Ucrânia, em Lugano, Suíça.

Ao fazê-lo, as Nações Unidas estão empenhadas em apoiar o Governo da Ucrânia para salvar vidas, fortalecer os esforços de socorro, em avançar com o plano de desenvolvimento e recuperação daquele país e em proteger os ganhos duramente conquistados, garantindo os objetivos de desenvolvimento sustentável, acrescentou.

Guterres alertou que a reconstrução dos danos e devastação de casas, escolas, hospitais e outras infraestruturas críticas “levará anos”.

“Trabalhando em estreita colaboração com o Governo da Ucrânia e mais de 300 parceiros locais da sociedade civil e organizações não-governamentais internacionais, as Nações Unidas estão a chegar a quase nove milhões de pessoas com ajuda essencial e vital. O nosso objetivo é alcançar mais milhões nos próximos meses”, disse o secretário-geral da ONU.

Guterres lembrou que 90% dos ucranianos correm o risco de cair na pobreza, pelo que se pede à comunidade internacional que apoie o povo da Ucrânia “durante estes dias sombrios”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.