Segundo as mesmas fontes, o assassínio teve lugar pouco antes da meia-noite local, durante um apagão elétrico.

Os três homens terá usado uns andaimes de uns pedreiros que trabalhavam numa quinta do lado para chegar ao segundo andar da casa dos portugueses, tendo assassinado a tiro o pai e depois a filha, fugindo depois do local.

O Arquiteto tinha 55 anos e a filha, estudante de arquitetura da Universidade José António Paéz, 24.

Familiares da vítima disseram que a mulher do arquiteto, e mãe da jovem, conseguiu esconder-se num armário, tendo sobrevivido ao assalto.

Os crimes estão a ser investigados pelo Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (CICPC, antiga Polícia Técnica Judiciária).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.