"Três pessoas detonaram os explosivos depois de o vigilante ter bloqueado a porta do edifício", disse à AFP Serguei Karamichev, número dois da esquadra e que estava no local no momento do ataque. "Estávamos numa reunião esta manhã e ouvimos cinco explosões", acrescentou, antes de explicar que eram "três homens-bomba e uma granada", sem que até o momento se conheça a origem da quinta detonação.

"Ninguém ficou ferido entre a população ou os agentes", disse. As agências de notícias russas informaram sobre a presença de um quarto criminoso, morto pela polícia durante o ataque. As identidades dos homens-bomba não foram divulgadas. A polícia pediu aos moradores da pequena cidade de 8.000 habitantes que permaneçam em suas casas. 

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.