A notícia foi avançada pela edição online do site Rede AngolaSegundo a acusação, ficou provado que os debates realizados pelos activistas não serviam apenas para ler os livros, mas também para concretizar os actos de rebelião. O Ministério Público angolano, no entanto, deixou cair a acusação de que estariam a planear um atentado contra o Presidente José Eduardo dos Santos.

A defesa já disse que vai recorrer da decisão.

Domingos da Cruz, o autor do livro que os condenados estavam a ler quando foram detidos, foi condenado a 8 anos e 6 meses de prisão.

Ainda segundo o Rede Angola, que tem estado a divulgar as conclusões da leitura da sentença, Rosa Conde e Jeremias Benedito foram condenados a 2 anos e 3 meses de prisão. Nuno Dala, Sedrick de Carvalho, Nito Alves, Inocêncio de Brito, Laurinda Gouveia, Fernando António Tomás “Nicola”, Afonso Matias “Mbanza Hamza”, Osvaldo Caholo, Arante Kivuvu, Albano Evaristo Bingo -Bingo, Nelson Dibango, Hitler Jessy Chivonde e José Gomes Hata irão cumprir 4 anos e seis meses.

Todos os activistas vão pagar uma taxa de justiça no valor de Kz 50 mil (cerca de 280 euros).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.