O ator compareceu hoje num tribunal de Nova Iorque e reconheceu a sua culpabilidade na disputa que manteve com o outro homem, pelo que ficou obrigado a frequentar aulas para controlar a sua ira.

De acordo com os media locais, declarou-se culpado de assédio em segundo grau, num tribunal de Manhattan, onde concordou participar num curso e pagar uma multa de 120 dólares (105 euros). Baldwin será citado novamente a 27 de março.

O incidente ocorreu em novembro, no bairro de Greenwich Village, onde vive Baldwin, que foi preso depois de supostamente ter tentado agredir um motorista que ocupava o estacionamento que estava a ser guardado por um parente.

A acusação é uma violação, o menor nível de ofensa, e se Baldwin completar o curso, o registo do caso será selado.

Baldwin foi acusado de tentar agredir outro condutor, Wojciech Cieszkowski, de 49 anos, durante uma discussão no dia 02 de novembro, num estacionamento em frente ao seu prédio, em Manhattan.

O ex-advogado da estrela de "30 Rock" disse que Baldwin seria inocentado por imagens em vídeo.

Baldwin só proferiu algumas palavras durante a audiência, principalmente respondendo a perguntas curtas do juiz e, à saída, não fez comentários.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.