O presidente de câmara da cidade polaca Gdańsk, Pawel Adamowicz, esfaqueado ontem num evento público de solidariedade naquela cidade foi submetido a cirurgia durante a noite, mas não resistiu aos ferimentos, acabando por falecer.

O autarca foi atacado com um objeto cortante no momento em que estava no palco no final de um concerto solidário, tendo sido hospitalizado em estado muito crítico.

O suspeito do ataque, de 27 anos e natural de Gdansk, foi detido no local.

Pawel Adamowicz, de 53 anos, era  presidente da Câmara de Gdańsk desde 1998. Integrou a oposição democrática naquela cidade, ainda no tempo da liderança de Lech Walesa. O autarca era visto como um político progressista e tolerante, que apoiava os direitos das pessoas LGBT e respeitava minorias.

O ataque foi condenado por vários políticos polacos, entre os quais o primeiro-ministro, Mateusz Morawiecki, e o Presidente do Conselho Europeu e co-fundador da Plataforma Cívica, o polaco Donald Tusk.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.