“É uma ótima opção para defender os interesses da população de Aveiro na autarquia”, diz o deputado Moisés Ferreira, eleito pelo círculo de Aveiro para a Assembleia da República.

O parlamentar realça o conhecimento dos dossiês pelo candidato: “Aprofunda-os e estuda-os bastante, sabendo aliar a proposta política do interesse público a soluções técnicas para os problemas, que tornam as propostas realizáveis”.

Capacidade de trabalho e perseverança são as duas qualidades que Moisés Ferreira destaca na personalidade de Nelson Peralta, sublinhando que o candidato “não desiste, por muitas pressões que tenha, quando sabe que tem de defender alguma posição ou alguém”.

“O Nelson é não só um militante das causas sociais, mas, além disso, alguém que, dentro e fora do BE, se bate incansavelmente pelo que acha que é justo”, descreve.

Já o cantor Rui Oliveira, que milita no mesmo partido, descreve-o como “uma pessoa que talvez possa ser vista como ambiciosa, mas com boas intenções”, e sublinha a sua “disponibilidade e dedicação total às causas em que acredita”.

“É uma pessoa trabalhadora e competente, 100% dedicada à causa pública e ao partido, sempre disponível para a ação política e para colaborar com os outros”, comenta.

Em plenário do Bloco, o seu nome foi escolhido por unanimidade. É um repetente, pois participou em todas as candidaturas autárquicas do Bloco em Aveiro.

Esteve na primeira linha da contestação à concessão dos transportes públicos em Aveiro e participou ativamente nos protestos às políticas de austeridade promovidos pelo seu partido.

É membro da Mesa Nacional do Bloco de Esquerda e ainda das comissões coordenadoras distrital e concelhia de Aveiro e faz parte do grupo de trabalho de Ambiente do Partido da Esquerda Europeia.

Trabalha atualmente no grupo parlamentar do Bloco de Esquerda na Assembleia da República, com responsabilidade nas áreas de Política Ambiental, Ordenamento do Território, Habitação e Poder Local.

Licenciado em Biologia pela Universidade de Aveiro, esteve profissionalmente envolvido em projetos de investigação científica na área dos recursos marinhos no CESAM (Universidade de Aveiro), no CIIMAR (Universidade do Porto) e no Laboratório de Oceanografia de Arcachon (França), e na área dos recursos aquáticos no então Instituto da Conservação da Natureza.

Propõe-se a “fazer a diferença também em Aveiro, criando a alternativa à austeridade no município”.

O BE não tem assento no executivo de Aveiro, onde em 2013 a coligação PSD/CDS/PPM conquistou cinco mandatos, o PS três e os independentes um.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.