A agência de notícias DPA informou que o réu – que foi identificado apenas como Sergei W., de acordo com as regras alemãs de privacidade – foi condenado a 14 anos de prisão pelo tribunal estadual de Dortmund.

O homem foi acusado pelo Ministério Público alemão de 28 tentativas de homicídio pelo ataque ao autocarro da equipa alemã de futebol.

O jogador espanhol Marc Bartra e um polícia ficaram feridos quando três explosões atingiram o autocarro da equipa alemã ao deixar um hotel da cidade de Dortmund, para um jogo contra o Mónaco a contar para a Liga dos Campeões, a 11 de abril de 2017.

O autor do ataque também tentou fazer as autoridades acreditarem que se tratava de um ataque terrorista.

A justiça alemã pensa que Sergei W. queria provocar um declínio nas ações do Borussia Dortmund na bolsa, planeando aproveitar-se para enriquecer com a especulação no mercado de valores.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.